09 agosto 2021

Lions Internacional oferece mais de 100 mil em prêmios para concurso de cartaz sobre a paz

 

À esquerda o cartaz de Yue Zheng, da China, vencedor do Concurso em 2020. À Direita o cartaz do gaúcho Cleverson da Silva Rosa, vencedor do Concurso de Cartaz da Paz no ano de 2006

 

“Estamos todos conectados”. Este é o tema escolhido neste ano para o Concurso de Cartaz sobre a Paz, promovido anualmente pelo Lions Clube Internacional. A ação é focada em tema atual e de grande destaque mundial e visa a participação de alunos de 11 a 13 anos de idade das escolas públicas e particulares.

O Concurso de Cartaz sobre a Paz acontece desde 1988. Durante esses 33 anos mais de 6 milhões de crianças de cerca de 100 países participaram do concurso. Todo ano, clubes de Lions do mundo todo organizam o concurso que estimula os jovens a expressarem artisticamente sua visão sobre a paz.

O prêmio para o vencedor internacional é de US$ 5 mil (Cerca de R$ 26,2 mil), além de poder viajar, com direito a acompanhante e com todas as despesas pagas para receber a premiação na sede do Lions nos Estados Unidos. O Lions Internacional também premia outros 30 participantes com certificados e US$ 500 (cerca de R$ 2.600). Na região de Rio Preto são 64 clubes de Lions que também fazem premiações para os classificados regionais.

 No ano passado a vencedora do prêmio principal foi a estudante Yue Zheng, da China. Em 2006 o brasileiro Cleverson da Silva Rosa, do Rio Grande do Sul, foi o vencedor do principal prêmio do Concurso de Cartaz do Lions. Em 2003 a peruana Cinthya Villacorta Uite foi a ganhadora do prêmio nacional.

De acordo com a coordenadora do concurso na região, Dulce Theresa Orsi Amêndola, a ação é muito importante porque proporciona oportunidades para crianças de todas as faixas sociais, além de estimular a criação artística. Ela lembra que em anos anteriores um aluno de uma escola de Mirassol ficou classificado para a fase final para representar o Brasil no concurso internacional.

Testemunho do ex-governador

O médico e ex-governador do Lions, Ricardo Komatsu revela que esse concurso de cartaz fez toda a diferença, anos atrás, em sua vida. “Fez a diferença na minha vida, na vida da minha esposa e da minha família porque foi através desse concurso, por meio da minha filha Carol que venceu o concurso a nível de distrito múltiplo, que nos motivou a conhecer e a entrar no Lions Internacional”. 

Vencedora do concurso em 2006 foi Yi-Chil Lin de Taiwan

O gaúcho Cleverson foi o primeiro brasileiro a ganhar o grande prêmio



A peruana Cinthya Villacorta Ulfe, de 12 anos, foi a vencedora do concurso em 2003

Yennie Shyu, dos Estados Unidos, venceu o concurso de 2004





O concurso de cartazes é aberto para crianças de todas as escolas: públicas ou particulares com idades entre 11 a 13 anos 

André Villers, da África do Sul, venceu em 2007

A italiana Vitória Sebastiano venceu o Concurso em 2003

Cartaz vencedor em 2020, de Yue Sheng, da China


0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››