22 agosto 2021

Drive-Thru arrecada quase 1 tonelada de leite

 

Luiza e Victória de Freitas, idealizadoras da campanha que arrecadou quase uma tonelada de leite, que serão doada à entidades assistenciais 

 A solidariedade dos rio-pretenses foi destaque neste domingo. Durante três horas da tarde deste domingo funcionou um drive-thru na avenida José Munia, defronte a sede do Lions Clube Centro, para arrecadar caixas de leite que serão doadas para entidades assistenciais da cidade. Ao todo foram arrecadas quase uma tonelada de leite.

Preservando a segurança e para evitar qualquer tipo de aglomeração, as doações foram recolhidas de dentro dos veículos. A iniciativa para a coleta partiu da Ordem Internacional das Filhas de Jó, instituição ligada à Maçonaria, e que tem a frente duas irmãs: Luísa Maria de Freitas, 17 anos, e Victória Maria de Freitas, 24 anos. Respectivamente elas são honorável rainha e guardiã, nomes honoríficos que recebem as responsáveis por estarem à frente do Bethel (que em hebraico quer dizer Casa de Deus), como são chamadas as unidades locais da Ordem Filhas de Jó. As ressaltam, no entanto, que receberam ajuda imprescindível de todas as meninas integrantes da Ordem e da comunidade rio-pretense e cidades vizinhas. "Só temos que agradecer a todos", afirma Luísa.

As meninas montaram plantão na avenida José Munia, defronte à sede do Lions

Ordem Filhas de Jó

Fundada em 1920 na cidade de Omaha, no Estado de Nebraska, nos Estados Unidos por Ethel Wead Mick a Ordem é uma organização sem fins lucrativos, discreta como a Maçonaria e possui princípios fraternais, filosóficos e filantrópicos.

Congrega meninas entre 10 a 20 anos, visando o aperfeiçoamento do caráter, por meio do desenvolvimento moral e espiritual encontrados nas Sagradas Escrituras. Tem a lealdade, o patriotismo, o amor filial e o serviço à comunidade como suas principais bandeiras. A cédula de São José do Rio Preto, fundada no final dos anos de 1980, foi a primeira instalada no Brasil.

Luísa afirmou que a quantidade de leite arrecadado superou as expectativas. Estava previsto que a entrega seria apenas para o Lar Esperança. Mas diante da arrecadação surpreendente outras instituições beneficentes também deverão ser atendidas.

Muitas pessoas, que não puderam comparecer ao drive-thru, ajudaram
 depositando ou fazendo transferência do valor via pix





 Lar Esperança

 O instituto Lar Esperança nasceu de um sonho do empresário Márcio Rocha da Freiria, que desde os 13 anos despertava sua atenção em querer ajudar os mais idosos. Quando se tornou adulto e empresário bem sucedido, Márcio idealizou construir um local para abrigar idosos, principalmente aqueles que não possuem famílias.

Conseguiu o terreno e movimentou intensa campanha, que contou com apoio de emissoras de televisão e jornais endossando a ideia. O arquiteto Milton de Assis, então secretário municipal de Planejamento, desenhou a planta do imóvel, totalmente voltado para atender as pessoas idosas: não possui, por exemplo, escadas e nem degraus.

Fundada em 1993, a instituição atende cerca de 90 idosos, sendo 20 moradores, 20 idosos no sistema centro-dia (uma espécie de creche) e outros 60 que comparecem na instituição para entretenimento. No lar, eles fazem artesanato, participam de palestras e recebem cuidados de fisioterapeutas. Também participam de atividades como cursos gratuitos de violino, violoncelo, viola, clássica e contrabaixo.

 

Fachada do prédio do Lar Esperança, na rua  Édson Pupim, 651, Jardim Santo Antônio, na zona norte em São José do Rio Preto


Idosos participam de aulas de artesanato

Lar Esperança feito para abrigar os idosos sem recursos financeiros

Idosos recebem alimentação no Lar Esperança

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››