14 julho 2021

Unimed desmente notícia falsa de venda para grupo chinês

Mais de 1.500 médicos são donos da Unimed Rio Preto e diretoria desmente venda da unidade para grupo chinês

 

 

A assessoria de imprensa da Unimed de São José do Rio Preto desmente informações que andaram circulando pelas redes sociais de que estaria sendo adquirida por um grupo chinês. De acordo com Rodolfo Borduqui, da Unimed Rio Preto, as postagens nesses grupos são inverídicas.

A Unimed Rio Preto, em 50 anos de história sempre apresentou solidez econômica. Tem atualmente cerca de 1.500 cooperados e mais de 250 mil associados. O sistema de cooperativas de saúde nasceu em 1967 com a fundação da Unimed Santos (SP). Hoje é composto por 367 cooperativas locais que operam em mais de 80% dos municípios brasileiros, contando com 41% dos médicos existentes como cooperados para atender mais de 18 milhões de clientes em todo o país, o que representa atendimento a cerca de 7% da população brasileira.

A história da organização evidencia o surgimento das cooperativas locais e, posteriormente, a organizações das federações e confederação e demais empresas do complexo. É uma empresa de assistência médica consolidada na forma de cooperativa de trabalho médico. Pelo décimo ano consecutivo as cooperativas da Unimed  no ranking da revista “Você” como as “150 Melhores Empresas para Você Trabalhar”.

Um vídeo que circula pelas redes sociais anuncia que a Unimed de Cuiabá (MT) teria sido a primeira adquirida pelo suposto grupo chinês. O mesmo teor de informação teria sido postado por sites falsos de notícias, a maioria deles nem sequer possuem expediente para informar quem são seus redatores. Além disso, esses sites se escondem no anonimato ao registrar o domínio do site fora do Brasil. A maioria desses sites clandestinos não possuem o “.br” (ponto br) no final. Isso significa que são registrados, propositalmente, fora do Brasil para dificultar a localização e identidade daqueles que propagam noticias falsas.

Unimed Cuiabá

A assessoria de imprensa da Unimed de Cuibá divulgou nota à Imprensa desmentindo a informação. A nota afirma que “não há nenhuma negociação para venda da Unimed Cuiabá”. A assessoria de imprensa da cooperativa esclarece que é inverídica a informação de que estaria sendo adquirida por um grupo chinês, conforme noticiado por sites falsos pela internet.

A cooperativa cuiabana em 45 anos de história sempre apresentou solides econômica. Tem atualmente 215 mil clientes e é integrada por 141 cooperados. Está entre as maiores do sistema Unimed. “A Unimed é pautada pela ética, transparência e se opõe veementemente contra as noticias falsas. A sua Assessoria de Imprensa e canal especializado no atendimento da área de jornalismo não foi procurada, em nenhum momento, para esclarecer a falsa informação, mas se mantém à disposição dos profissionais para prestar quaisquer esclarecimentos”, diz a nota emitida pela assessoria de imprensa da Unimed de Cuiabá, que, a exemplo da Unimed de Rio Preto, também foi vítima de notícia falsa por sites duvidosos.

Borduqui, da Unimed de Rio Preto, também esclarece que cada unidade da Unimed espalhada pelo Brasil possui autonomia própria. Diz que é comum, por exemplo, alguma unidade da Unimed, no Nordeste, recusar a realização de uma cirurgia numa criança e a família fazer campanha pela internet e muitas pessoas confundirem pensando que se trata da Unimed de Rio Preto e começam, sem saber, postar também críticas à unidade rio-pretense. “Uma coisa que ás vezes não tem nada a ver com a nossa Unimed daqui”.

Nota da Unimed de Cuiabá para esclarecer a notícia falsa veiculada pelas redes sociais



0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››