15 abril 2021

Tarifa de pedágio na BR-153 volta a ser reajustada em 48%

 

Pedágio na BR-153 passa de R$ 5,20 para R$ 7,70 para carros de passeio

A partir da zero hora desta sexta-feira (16) a tarifa nas quatro praças de pedágio da rodovia BR-153 (Transbrasiliana) serão reajustes em 48%. O aumento já tinha sido concedido 40 dias atrás, após a concessionária ganhar liminar na Justiça, mas foi suspendo no dia 31 de março pela ANTT (Agência Nacional dos Transportes Terrestres) do Governo Federal.

O diretor-geral em exercício Alexandre Porto Mendes de Souza, o mesmo que tinha assinado a suspensão em 31 de março, assinou nesta quinta-feira a autorização para o reajuste das tarifas. Assim os carros de passeio passam de R$ 5,20 para R$ 7,70. Com o reajuste quase dobra os valores pagos. Caminhão pequeno com quatro eixos vai desembolsar R$ 30,80. No caso de carretinhas, que muitos pedreiros utilizam para trabalhar acopladas aos veículos, o valor foi de R$ 10,40 para R$ 15,40. Já caminhões com seis eixos, mais pesados, terão tarifa do pedágio reajustadas de R$ 31,20 para R$ 46,20.

 A suspensão do reajuste em 31 de março, ocorreu após cumprimento à decisão judicial. Nesse dia, a ANTT noticiou a concessionária para promover a regularização da prestação do serviço, restabelecendo de forma imediata a tarifa básica de pedágio novamente para o valor de R$ 5,20, que era cobrada antes.

 Novela

Essa novela de “aumenta, reduz e aumenta” vem se arrastando desde 2018, quando a concessionária obteve autorização para a reajustar o valor das tarifas de pedágio. A tarifa, que era de R$ 5,20 para carros de passeio, foi reajustada então para R$ 7,70. Mas em seguida voltou, por decisão judicial, para R$ 5,20.

 Em novembro de 2019, a ANTT decidiu em reunião de sua diretoria que manteria o valor da tarifa em R$ 5,20. Um ano depois, em novembro de 2020, a ANTT tomou uma decisão que surpreendeu: em vez de reajustar, publicou decisão que reduzia a tarifa de R$ 5,20 para R$ 4,70.

A medida causou desconforto e descompasso na diretoria da ANTT, uma vez que, no dia seguinte, a mesma diretoria publicou nova deliberação, mas desta vez anulando a anterior. A tarifa voltou então a ser de R$ 5,20.



0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››