22 abril 2021

Acomac lança campanha de solidariedade para arrecadar cestas básicas

 

Milton de Carvalho, presidente da Acomac, lança campanha contra a fome

A Acomac (Associação dos Comerciantes de Material de Construção) de São José do Rio Preto e Região lançou campanha de solidariedade contra a fome. A instituição, que reúne cerca de 600 empresas do ramo na região, está arrecadando cestas básicas para serem doadas às famílias carentes atendidas pelo Projeto Mundo Novo Paraíso.

 O Projeto Mundo Novo Paraiso ajuda mais de 600 famílias desamparadas. “Todas essas famílias estão cadastradas e o projeto faz um trabalho magnífico com 1.300 crianças e adolescentes em estado de vulnerabilidade social”, informa o presidente da Acomac, acrescentando que se cada um fizer sua parte para ajudar a minimizar o problema da fome no Brasil poderemos ter um mundo melhor para todos.

O empresário Milton de Carvalho, presidente da Acomac-Rio Preto, explica que a instituição é a voz do segmento perante a sociedade e não poderia ficar de fora desse momento tão drástico para a vida das pessoas carentes. “Para facilitar aos comerciantes, a diretoria da Acomac conseguiu negociar diretamente com empresas fornecedoras cestas básicas por preços mais acessíveis, que cuida inclusive da entrega”, informa.

A aceitação, segundo Milton de Carvalho, está sendo bastante receptiva entre os proprietários de empresas de varejo de materiais de construção. “Apesar das dificuldades financeiras que todas empresas se encontram neste momento de solidariedade todos ajudam”.

A Acomac conseguiu que a Justiça liberasse o drive-thru e o delivery durante o período de lockdown em São José do Rio Preto. Mas a medida acabou sendo posteriormente derrubada pelo ministro Luiz Fux, do STF (Supremo Tribunal Federal).

De acordo com a Anamaco (Associação Nacional dos Comerciantes de Materiais de Construção), o setor congrega cerca de 134 mil lojas em todo o Brasil e representa aproximadamente 9% do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro. Para cada um real produzido na construção civil gera R$ 1,98 na produção. A cadeia da construção é o quatro maior gerador de empregos no país e remunera seus trabalhadores 11,7% mais do que os outros setores da economia.

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››