09 fevereiro 2021

Governo de São Paulo distribui mais 587 mil doses da vacina do Butantan

 

Governador João Dória durante coletiva que anunciou a distribuição de mais de meio milhão de doses da vacina do Butantan

 

O governador João Doria (PSDB) anunciou a entrega de mais 587,1 mil doses da vacina contra COVID-19 do Instituto Butantan para abastecer os 645 municípios do Estado e prosseguir com a imunização pelo estado. Para São José do Rio Preto estão previstas a entrega de 21.500 doses.

 “Nenhuma região do estado de São Paulo ficará sem vacina para vacinar os idosos dentro do Programa Estadual de Imunização. Com essa nova entrega de vacinas, São Paulo totaliza 1 milhão e 700 mil doses da vacina do Butantan para o programa de vacinação”, disse o governador, em coletiva de imprensa, realizada no Palácio dos Bandeirantes.

 Segundo Doria, a imunização com este novo começa nesta semana em todas as regiões do Estado. A cada nova programação logística, a Secretaria de Estado da Saúde divulga os destinos e quantitativos, dando transparência às grades previstas para cada região.

 As vacinas distribuídas nesta etapa serão para os municípios imunizarem os idosos acima de 90 anos e completarem todo o público-alvo da primeira fase da campanha, que inclui trabalhadores da saúde, indígenas, quilombolas, além de idosos (acima de 60 anos) que vivem em asilos e casas de longa permanência. 

 A divisão das grades é baseada no quantitativo proporcional de vacinas previsto para São Paulo conforme o PNI (Programa Nacional de Imunizações), do Ministério da Saúde. O cálculo de distribuição para regiões e cidades tem como referência os públicos-alvo da campanha de vacinação contra a gripe de 2020.

 Pré-cadastro no site “Vacina Já”

O pré-cadastramento na campanha de vacinação contra a COVID-19 no site “Vacina Já” economiza 90% no tempo de atendimento para imunização: leva cerca de 1 minuto para quem preencheu o formulário. Presencialmente, em média, a coleta de informações leva cerca de 10 minutos.

A ferramenta ajuda a agilizar o atendimento e a evitar aglomerações. Não é um agendamento e o uso não é obrigatório para receber a vacina, mas utilizá-la contribui para melhorar a dinâmica dos serviços e a rotina do próprio cidadão. O pré-cadastro pode ser feito por familiares de idosos ou de qualquer pessoa que participe dos públicos previstos na campanha.

 

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››