01 janeiro 2021

Hericson é eleito presidente da Câmara e já assumiu como prefeito interino de Mendonça

 

Hericson Lino, o mais votado, é eleito presidente da Câmara e já assume como prefeito interino de Mendonça

 

O vereador Hericson de Carvalho Lino, 30 anos, o mais votado nas últimas eleições em Mendonça, foi eleito presidente da Câmara e, logo em seguida, também empossado como prefeito interino da cidade. Ao usar da palavra agradeceu os votos recebidos e que renovava seu compromisso de continuar fazendo o melhor que pode pela cidade.

 Eleito pelo PP, Hericson é filho do ex-vereador Nirlei Lino, o popular Cabeceira, e está assumindo a prefeitura porque o prefeito eleito, o engenheiro Juliano de Oliveira (PSDB), não pode assumir porque o juiz eleitoral Thiago Octaviano impugnou primeiro a candidatura do vice Odair Milhossi (DEM) na chapa, que renunciou, e depois também impugnou a candidatura de José Pedro Fernandes como vice-prefeito, alegando que ela tinha sido registrada fora de prazo. Juliano e José Pedro estão recorrendo da decisão. Mas enquanto o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não decide, o presidente da Câmara assume temporariamente a prefeitura.

 Hericson disputou o cargo de presidente com o estreante Adilson Gonçalves da Silva (SD). Ele venceu por 5 votos contra 4. Os demais cargos foram eleitos por unanimidade e ficaram assim compostos: vice-presidente Rafael Farinazzo (DEM), 1º secretário Claudinei Vivo Perfeito (DEM), e 2º secretário Marcos Antônio Ferreira (DEM).

Durante a sessão, que contou com a presença do prefeito eleito e não empossado Juliano Oliveira e do ex-prefeito Odair Milhossi, vários vereadores fizeram uso da palavra. Claudinei disse que o dia 1º de janeiro era um dia especial em sua vida e deseja retribuir cada voto recebdido com muito trabalho. Adiantou que será parceiro do Poder Executivo na Câmara Municipal.

O sargento Adilson Gonçalves (Podemos) que disputou a presidência e saiu derrotado, lembrou que o ano 2020 foi um ano difícil para todos. “Apesar das perdas, das vidas perdidas, é também um momento de agradecimento por estar aqui vivos”, disse. Agradeceu aos seus pais que lhe proporcionaram a base de sua vida pessoal e profissional, bem como aos seus irmãos, irmã, esposa Elisangela, filho e até a sogra Maria Lúcia. Disse que serviu, por 30 anos, a Polícia Militar e que agora pretende mais uma vez servir a comunidade. “A Educação em Mendonça é uma das melhores do Estado. Estamos percebendo uma transformação da sociedade que está ficando mais crítica.”

 A vereadora Regiane Vieira (PSDB) agradeceu também os votos recebidos, aos amigos e à sua família. “Agradeço imensamente a minha família, em especial ao meu pai que me ajudou muito nessa campanha, bem como a minha equipe e a todos os eleitores”, afirmou Regiane. “Com o conhecimento que já adquirimos em oito anos de mandato e mais maturidade prometemos que iremos trabalhar por Mendonça e não mediremos esforços para cumprir nosso papel como vereadora”.

 A vereadora estreante Maria Cristina (SD) e o vereador reeleito para o seu terceiro mandato Milton Marcossen (PSD) também usaram a tribuna da Câmara para fazer agradecimentos.

 Presidente interino na Câmara

Rafael Farinazzo, uma das melhores vozes para locução de rodeio, assume agora como presidente interino da Câmara de Mendonça


Rafael Farinazzo (DEM), que agora assume interinamente a presidência da Câmara,  disse que seu trabalho continua e pediu para a população cobrar, mas que ao mesmo tempo não deixe de apontar soluções para ajudar a resolver os problemas

 A sessão de posse foi presencial, mas com limitação de convidados. O público nas galerias, que acomodaria 200 pessoas, ficou restrito a 60 convidados. Uma funcionária da Câmara após cada pessoa fazer uso da palavra fazia a higienização da tribuna e dos microfones com álcool em gel.

Hericson Lino no momento em que presidia a sessão solene de posse dos vereadores

A vereadora estreante Maria Cristina (SD) ocupou a tribuna para agradecer os votos recebidos

Eleito para o seu terceiro mandato como vereador Milton Marcossen agradece os votos recebidos na tribuna

Regiane Vieira volta a ocupar cadeira na Câmara após quatro anos ausente. Nas eleições de 2016 ela disputou como candidata a vice-prefeita

Sargento Gonçalves eleito vereador ocupa a tribuna para agradecer os votos recebidos e faz referência à esposa Elisangela e à sogra Maria Lúcia


0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››