13 janeiro 2021

Compra de celulares tem queda e faz crescer os consertos durante a pandemia


 

Segundo um estudo divulgado pela IDC Brasil, no primeiro bimestre do ano passado o mercado de celulares teve uma queda de 30,7%, além de alta nos preços decorrentes de falta de componentes. Mas se os brasileiros deixaram de comprar novos aparelhos, como supriram a necessidade de ter um aparelho em bom funcionamento para realizar todas as tarefas diárias, inclusive o trabalho? Consertando. 

A procura por consertos e pequenos reparos de aparelhos de celulares vem aumentando desde o início da pandemia de Covid-19. É o que sentiu o CEO da Campinas Celulares, Clayton Mangulin, rede de assistência técnica que dobrou de tamanho em 2020, com oito novas unidades inauguradas nos últimos 12 meses. “Tivemos um aumento de 30% no número de serviços realizados em nossas lojas. A troca de tela está entre os mais procurados”, afirma o executivo “As pessoas pessoas estão mais conectadas e o tempo todo com o dispositivos em mãos, o que também diminui o ciclo de vida da bateria, segundo item mais demandado”, finaliza. 

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››