29 dezembro 2020

Prefeito evangélico mandar retirar monumento da Maçonaria

O antes e depois do local onde estava o monumento à Maçonaria, em São Luiz, no Maranhão. Monumento foi retirado a mando do prefeito Holanda Júnior
(foto: Reprodução do Blog do Minard)

 

A população e principalmente os maçons, e seus familiares, em São Luiz, capital do Maranhão, ficaram surpreendidos na manhã desta terça-feira (27) com a retirada de um monumento da Maçonaria no trevo de entrada da cidade. O prefeito Edivaldo de Holanda Braga Júnior (PDT) tomou o mesmo tipo de atitude feito pelo prefeito de Bady Bassitt (SP), Luiz Tobardini (PSDB), que dois anos atrás também mandou arrancar, sem qualquer tipo de explicações, o monumento do Rotary Clube no trevo de entrada da cidade.

 De acordo um membro da Maçonaria de São Luiz, o prefeito que é evangélico, deve estar com perseguição sem sentido à instituição e não tem competência administrativa para ter mandado retirar o monumento, uma vez que a área pertence à área da faixa de domínio da rodovia federal BR- 135. O caso é muito semelhante com o ocorrido em Bady Bassitt com o monumento instalado pelo Rotary Clube no trevo de acesso à cidade, na área de faixa de domínio do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes).

De acordo com legislação federal, a faixa de domínio incluiu 30 metros de cada lado das margens das rodovias, inclusive os trevos e obras de artes ao lado das estradas. Tanto o Rotary de Bady de Bassitt como a Maçonaria em São Luiz tiveram autorizações dos responsáveis pelo DNIT para instalarem seus marcos nesses locais.

 O pai do prefeito, que tem o mesmo nome, também já foi prefeito da cidade e deputado federal. O pai é pastor e cantor gospel. Ambos, por convicções religiosas, têm ojeriza pela Maçonaria. “Atitude mais ridícula até então do prefeito Holanda Júnior”, escreveu Marcelo Cândido, numa postagem nas redes sociais. “Talvez esse indivíduo precisa estudar mais, para entender a importância da Maçonaria, no cenário social do mundo inteiro”. 

Confira abaixo vídeo, reproduzido do Blog do Minardi, que mostra o momento em que funcionários de empresa ligada à prefeitura de São Luiz faziam a retirada do monumento dedicado à Maçonaria.



 Monumento será recolocado

 O blogueiro Luiz Minardi noticiou que o assunto já foi resolvido entre o Grão-Mestre da Maçonaria no Maranhão, Maurício Mendes Alves, com o prefeito eleito de São Luiz, Eduardo Braide (Podemos), e que o monumento será recolocado no próximo dia 2, logo após a posse, no mesmo lugar. Braide, que não é maçom, considerou a atitude como falta de respeito à instituição. E recebeu elogios nas redes sociais.

Em Bady Bassitt, o prefeito Luiz Tobardini foi reeleito sem ter vindo a público, até o momento, se desculpar por ter retirado o monumento do Rotary que estava instalado numa rotatória que pertence à área de domínio do DNIT. O monumento foi recolado. Mas foram os próprios rotarianos que se cotizaram entre si e se dispuseram a instalar novamente o marco rotário, por conta própria e sem ajuda da prefeitura, em um outro local. Para ser correto, a única coisa que a prefeitura fez, depois de ter danificado o monumento original, foi fazer a base de concreto para que o novo marco rotário, que teve de ser totalmente refeito, pudesse ser reinstalado.

Marco do Rotary foi bruscamente arrancado e danificado por funcionários da Prefeitura de Bady Bassitt, a mando do prefeito Luiz Tobardini

No lugar onde estava o monumento em homenagem ao Rotary o prefeito Tobardini mandou plantar uma palmeira

A retirada do monumento do Rotary repercutiu até internacionalmente, com manifestações de repúdio de várias partes do mundo




O monumento do Rotary foi recolocado neste ano novamente, mas pelos próprios rotarianos e sem nenhuma ajuda da Prefeitura

 

 

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››