02 dezembro 2020

Dr. Jorge Fares alerta para o aumento de casos de coronavírus na região

 

Dr. Jorge Fares, diretor da Funfarme, alerta para o aumento de casos do coronavírus em São José do Rio Preto

O médico Jorge Fares, diretor da Funfarme (Fundação Faculdade Regional de Medicina de Rioo Preto), gravou vídeo nesta semana para alertar sobre o aumento do número de casos do Coronavirus em São José do Rio Preto. Ele que já foi acometido pela doença e precisou ficar internado por cerca de 40 dias na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), inclusive intubado. 

Fares disse que além dos casos estarem aumentando, os profissionais que lidam com a Covid-19 estão cansados. “As pessoas estão exaustas, não estão aguentando mais continuar no plantão. É importante que a população entenda que a pessoa não pode passar o ano todo com medo de ir para casa, de beijar seu filho, de estar com sua esposa, seu pai”.

Ele reforçou a necessidade de a população colaborar. “Precisamos que entenda que tem que fazer a parte dela de forma muito satisfatória, muito responsável. Tem que estar muito atenta para as medidas de prevenção. O isolamento, se possível, continua sendo importante, assim como o distanciamento. O uso da máscara é fundamental, assim como o álcool em gel. As pessoas tem que estar cientes de sua responsabilidade, que vão ser transmissoras da doença independentemente de serem jovens”.

Dr. Jorge Fares informou que o número de casos vem sendo confirmado pela Secretaria de Saúde de Rio Preto, e por estudos da Universidade de São Paulo (USP). Estudos apontam que a região é a terceira no Estado com maior taxa de transmissão do coronavirus, atrás apenas de Ribeirão Preto e da Baixada Santista. 

O médico mencionou que o crescimento da doença ocorre no momento em que os atendimentos de rotina do Hospital de Base, do Hospital da Criança, do Instituto do Câncer, do Instituto de reabilitação Lucy Montoro e do Ambulatório Regional estava sendo retomado. Segundo ele são sete meses que o hospital não está atendendo satisfatoriamente a população em razão dos casos do Covid-19. “A população estava com medo de vir ao hospital e estava começando a retornar”, observou. “Nosso medo é colocar em risco de novo essa população”.

O número de pessoas hospitalizadas por causa do COvid vem crescendo. Em 18 de novembro eram 35 pessoas. Nesta semana essa quantidade de internados subir para 54. Em toda cidade, segundo a Secretaria de Saúde, são 138 pessoas internadas. O número de casos, até esta terça-feira, totalizava 29.654 com 798 mortes.

Outro dado apontado pelo diretor como complexo é que 80% dos pacientes que estão internados tem menos de 55 anos. “A doença está afetando gente mais jovem também, nem sempre com comorbidade. Cabe à população estar atenta para isso, evitar de ser transmissor, de levar para os parentes, para os pais”.




0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››