18 dezembro 2020

Alunos do SESI José Bonifácio criam sistema de monitoramento de aglomerações

Com criatividade e aplicação de conhecimentos em robótica adquiridos em sala de aula, projeto dos estudantes do SESI no município de José Bonifácio foi premiado no "Desafio Relâmpago - Volta às Aulas"


Ao se dedicarem a pensar uma solução para a retomada das aulas presenciais, estudantes do SESI no município de José Bonifácio (SP) saíram premiados do "Desafio Relâmpago - Volta às Aulas", organizado pelo SESI Departamento Nacional. Por meio do exercício da criatividade e aplicação de conhecimentos em robótica, os alunos desenvolveram o "Sistema Inteligente de Monitoramento Brasileiro de Aglomerações".

Batizado de SIMBA, o dispositivo pode ser instalado em ambientes como a sala de aula. Na prática, caso o aluno precise acessar espaços externos na escola, caso de banheiros, biblioteca e secretaria, deve pressionar um dos botões do painel de controle com o pé, e um comando será ativado indicando a necessidade do uso de uma das vagas do local. Ao retornar à sala, o estudante pressiona o botão novamente para liberar a vaga que estava sendo utilizada por ele.




"Durante a elaboração do nosso projeto sempre buscamos a acessibilidade, garantindo assim que o SIMBA seja uma alternativa viável a todos, sendo um projeto replicável para qualquer instituição, seja ela educacional, ou não. Desta forma iremos impactar a sociedade como um todo, por meio da redução dos casos de contaminação pela COVID-19", explicou a aluna Isabella da Gama Lechado, parte da equipe de robótica SESI OPENTRONIC, que idealizou o projeto.


O dispositivo conta também com uma função para notificar quem cuida da limpeza da escola, informando quando um determinado ambiente deve ser higienizado. Após atender a ocorrência, a equipe responsável deve acionar um botão no dispositivo indicando que a higienização do local foi iniciada, com isso este espaço ficará indisponível para utilização.


"É extremamente gratificante participar de uma competição como esta por poder contribuir com o desenvolvimento dos alunos, e desafiador, pois, por conta da necessidade do distanciamento social, tivemos que nos reinventar para que as tarefas fossem realizadas", relatou Rafael Fernando Perez, técnico do time formado por alunos entre 11 a 16 anos, estudantes do 6º ano do Fundamental ao 2º do Médio.


O "Desafio Relâmpago - Volta às Aulas" foi todo realizado de forma virtual e premiou os três primeiros colocados e os times que se destacaram nas categorias: empreendedorismo, solução, apresentação e pesquisa. A primeira fase da competição contou com a participação de 120 equipes de todo Brasil e apenas 18 delas passaram para a segunda fase. O SESI-SP foi representado por 8 equipes, sendo que 5 delas chegaram à etapa final.

"São inúmeros os ganhos para os alunos, pois no decorrer do projeto os estudantes são colocados diante de situações que os permitem desenvolver inúmeras habilidades e competências, desde socioemocionais até conhecimentos de engenharia e programação", celebrou Rafael, técnico, que comandou a equipe vencedora da categoria "Solução". "Me sinto lisonjeada pelo nosso projeto ter sido premiado, é gratificante ver que o SIMBA chegou tão longe. Foi fruto de muita dedicação, pesquisa e planejamento", finalizou a estudante Isabella.


0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››