24 novembro 2020

Reni anuncia que terá de fazer cortes para reduzir despesas

 

 Prefeita eleita de Irapuã Reni Silva, durante entrevista à Folha do Povo

 A bancária Reni Aparecida da Silva, 40 anos, estreante na política, será a nova prefeita de Irapuã a partir do dia 1º de janeiro de 2021. Embora novata na política, experiência e preparo não lhe faltam. Política ela aprendeu dentro de casa. Seu pai, Nelson Silva, já governou a cidade como prefeito e atualmente é o vice-prefeito da cidade e sua mãe, a dona Cida, é vereadora em segundo mandato.

 Reni garante, no entanto, que seus pais não irão influenciá-la em suas decisões no comando da prefeitura. “Quem irá governar será eu”, diz, com voz firme e forte. “Fui eleita e estou preparada para isso”.

 E já adianta que terá que fazer, mesmo a contragosto, cortes de pessoal e na folha de pagamento dos funcionários. Bem informada a prefeita eleita já sabe, de antemão, que a folha de pagamento dos cerca de 350 funcionários da prefeitura atinge 58% da receita liquida do município. “O permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal é de 54%”, informa, avisando que os cortes e redução de custos serão imprescindíveis. “Não vai ser fácil, mas temos que enxugar isso”.

 Campanha limpa

 “A minha campanha foi limpa, não tivemos promessa e nisso estou bem tranquila em relação à nomeação de cargos de confiança”, afirmou. “Nós vamos procurar trabalhar com pessoas competentes e sem nepotismo”. Ela adiantou que não pretende trazer ninguém de fora para trabalhar em sua assessoria -- como fez o atual prefeito -- e que pretende valorizar e dar oportunidades para as pessoas da cidade.

 Fato apontado como positivo na campanha eleitoral deste ano pela prefeita foi que se eliminou a antiga rivalidade que tinha antes na cidade, denominando os grupos rivais de “quati e formiga”. “Graças a Deus isso não teve na campanha e queremos governar de forma diferente, sem perseguições a ninguém. Todos serão tratados de forma iguais”.

 Para a futura prefeita o principal problema de Irapuã é o desemprego. Isso é uma questão, na visão dela, que depende de vários fatores, mas que o município pode fazer sua parte, tentando atrair novas empresas para o município.

 Outra grande preocupação de Reni é com o déficit habitacional. As últimas casas populares construídas no município foram feitas na gestão de seu pai como prefeito. “Nós vamos atrás da CDHU, da Secretaria da Habitação e do Governo Federal para viabilizar a construção de moradias, pois sabemos que temos uma população muito carente”.

 Projeto Guri para Irapuã

Criar uma unidade do Projeto Guri em Irapuã é uma das propostas da prefeita eleita Reni Silva. O Projeto Guri ensina música para as crianças e cria novas oportunidades de aprendizagem


 Trazer uma unidade do Projeto Guri para Irapuã fez parte do plano de governo da prefeita e ela diz que envidará todos os esforços para que isso seja concretizado. “Esse é projeto que ajuda a tirar as crianças das ruas e abre oportunidades para os jovens”. O Projeto Guri é o maior programa de educação musical no País. Há 25 anos, o Projeto Guri faz parte da história de crianças e jovens. Foram mais de 810 mil alunos beneficiados pelo programa e pelo poder de transformação da música. Está presente em mais de 300 cidades.

 A prefeita também garante que não irá interferir na escolha do próximo presidente da Câmara. Disse que já conversou com todos os eleitos. “Não importa quem ganhe, o importante é que todos trabalhem para o bem do município”, afirmou.

 

Prefeita eleita Reni Silva é católica e pede proteção a Deus para que faça uma boa gestão para a população de Irapuã

 

 

 

 

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››