05 novembro 2020

Lojas CEM inaugura sua 282ª filial em Bady Bassitt

 

 

Filial das Lojas CEM que será inaugurada nesta sexta-feira em Bady Bassitt


 Nelson Gonçalves

 A cidade de Bady Bassitt vai estar em festa nesta sexta-feira, dia 6, com a inauguração da 282ª unidade da rede de Lojas CEM. Construída defronte à Praça Rio Preto, a principal da cidade que abriga a igreja de São Sebastião, padroeiro da cidade, com 1.400 metros quadrados de área, a Lojas CEM será a maior do comércio local.

De acordo com o gerente Joeliton Neves, somente ele e o subgerente Marcelo Barbosa de Souza é que são de fora. Todos os 27 funcionários contratados para trabalhar como balconistas, vendedores, caixas e auxiliares administrativos moram em Bady Bassitt. Além desses empregos diretos, a nova filial deverá gerar ainda outros 10 empregos indiretos com os montadores e entregadores de móveis.

E por sorte a nova loja CEM é inaugurada justamente numa sexta-feira, marcando o lançamento da Black Friday (em tradução livre significa “sexta-feira negra”), data que inaugura a temporada de ofertas antes da chegada do Natal. Vários produtos são vendidos com até 50% de descontos.

A rede Lojas CEM é uma das maiores revendedoras de móveis e eletrodomésticos do Brasil. Ela surgiu em 1952 na cidade de Salto, na região de Sorocaba, quando Remígio Dalla Vecchia, filho de imigrantes italianos, decidiu montar um negócio de conserto e venda de bicicletas, peças e acessórios. Seu Gino, como era conhecido, abriu a Casa de Bicicletas Zani & Dalla Vecchia com a ajuda da esposa, Nair Zani Dalla Vecchia. Sete anos depois, com o trabalho e determinação dos filhos e genro do fundador, os rumos da empresa começaram a mudar. A seção de peças e consertos cedeu espaço aos primeiros eletrodomésticos. Transferiu-se para prédio próprio, introduzindo também a comercialização de móveis.

Seu Gino aposentou-se em 1968. A partir de então, a empresa, passou a ser dirigida por um conselho de diretores e inicia seu processo de expansão, inaugurando sua primeira filial em Indaiatuba.

O objetivo traçado era ir muito além. Para isso era preciso um nome curto, impessoal, fácil de falar e de memorizar. A sigla CEM – Centro dos Eletrodomésticos e Móveis – foi escolhida em 1976 por meio de um concurso que movimentou toda a região de Salto.

No ano 2000 chega no Paraná e inaugura a centésima filial na cidade de São José do Rio Preto. Atualmente possui cerca de 12 mil funcionários e quase 14 milhões de clientes cadastrados.

 Centro de Administração e Distribuição

As Lojas Cem não param de crescer. Dezenas de filiais foram e continuam sendo construídas e inauguradas com absoluto sucesso, gerando empregos, aumentando a arrecadação de impostos e fortalecendo o comércio onde se instala.

Em seu CAD (Centro de Administração e de Distribuição), as Lojas CEM possuem auditório com todos os recursos de áudio e vídeo, com capacidade para 250 pessoas. O auditório é utilizado para formação de pessoal e integração de novos funcionários.

No restaurante do CAD são servidos mensalmente cerca de 11 mil refeições. E a área de descanso dos colaboradores é um imenso jardim. Em meio à alta tecnologia, milhares de árvores nativas da Mata Atlântica foram plantadas para preservação ambiental e conservação de um lago existente no local.

Há ainda a preocupação com o atendimento adequado de todos os públicos que se relacionam com a empresa. No CAD das Lojas CEM, tem um posto de serviços, com restaurantes, sala de repouso com tv, vestiário com banheiro e chuveiros. Tudo foi especialmente planejado para atender aos funcionários das transportadoras que prestam serviços à empresa.

Benemerência

 As Lojas CEM participam ainda de produções culturais, mediante patrocínio, por meio das leis de incentivo à cultura. Exemplo disso é o DVD Monumentos de São Paulo, distribuído gratuitamente a museus e escolas públicas do Estado, além da publicação e distribuição de livros didáticos.

 A empresa também destina recursos a entidades assistenciais e filantrópicos. Um dos diretores da rede, por iniciativa própria e sem nenhum tipo de interesse fiscal, econômico ou publicitário, investiu parte de seu patrimônio pessoal na construção de três escolas na cidade de Salto, uma para cegos, outra para surdos e outra para autistas. Os prédios foram mobiliados, equipados e repassados por comodato à Associação dos Deficientes Visuais de Salto (Adevisa), à Associação de Pais e Amigos dos Surdos (Aspas) e ao Instituto Zoom (Casa do Autista). O objetivo do comodato é garantir que os prédios sejam utilizados de forma perene para as finalidades às quais se destinam.

 

Primeira unidade das Lojas CEM, em prédio próprio na cidade de Salto


O fundador Gino Dalla Vecchia ao lado do marco no Centro Administrativo

.
Vista aérea do Centro Administrativo e de Distribuição (CAD) das Lojas CEM
.

Nos enormes galpões do CAD das Lojas CEM fiam armazenadas as mercadorias
.


Entrada do CAD na cidade de Salto, na região de Sorocaba

Funcionário instala faixa para anunciar inauguração da nova filial
.

Com fachada vistosa, bem defronte para a principal praça da cidade, a nova filial chama a atenção de quem passa pelas imediações
.

 

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››