30 novembro 2020

Jornalista é eleita em Bauru como a primeira prefeita da cidade

 

 

Jornalista, ex-repórter e apresentadora de afiliada da Rede Globo, é eleita como a primeira mulher para ser prefeita da cidade de Bauru

A jornalista Suéllen Rosim, 32 anos, elegeu-se domingo como a nova prefeita de Bauru, cidade de 337 mil habitantes localizada no centro oeste paulista. Será a primeira mulher a comandar a prefeitura. 

Nascida em Dourados (MS), mas há 20 anos mora no Estado de São Paulo. Formou-se em Jornalismo, em 2010, pela Unitoledo em Araçatuba e ficou radicada inicialmente na cidade de Birigui, onde seu pai, o pastor Dozimar Francisco Rosim concorreu pela terceira vez ao cargo de vereador e, com 410 votos, ficou como suplente do Patriota.

Suéllen iniciou sua carreira como repórter e produtora da TV Tem de Sorocaba, afiliada à Rede Globo, onde permaneceu até março de 2011. Conseguiu transferência para a TV Tem de Araçatuba, onde atuou como repórter até abril de 2012. Nesse ano foi transferida para a TV Tem de Itapetininga, onde atuou como apresentadora, e em abril de 2014 passou a atuar na TV Tem de Bauru, onde passou a ficar bastante conhecida do público. Foi repórter e apresentadora de diversos programas de telejornalismo da emissora.

Em 2018 deixou a empresa e disputou sua primeira eleição como candidata a deputada estadual pelo Patriotas. Obteve 36.049 votos, sendo 15.572 deles em Bauru e ficou como primeira suplente do partido para a Assembleia Legislativa.  Ela é solteira e não tem filhos. Declarou à Justiça Eleitoral não possuir bens em seu nome. Como patrimônio informou possuir R$ 1.659,92 em caderneta de poupança. Seu vice-prefeito é o médico Orlando Dias, 66 anos, também do Patriota, que declarou patrimônio de R$ 2,9 milhões, incluindo três casas, três terrenos, dois prédios comerciais, dois galpões, um consultório e um apartamento.

Atualmente ela se sustenta como palestrante, realiza alguns trabalhos com publicidade e também atua como cantora gospel. Evangélica, ela tem dupla com a irmã, Taynara. Ela também é coordenadora do seu partido em 25 municípios da região e é presidente estadual do Patriota Mulher em São Paulo.

Ela se elegeu prefeita derrotando outros 12 candidatos, o inclusive o atual prefeito Clodoaldo Gazeta (PSDB) que não foi nem para o segundo turno das eleições. Mesmo com apenas 14 segundos no horário eleitoral, conseguiu terminar o primeiro turno como a mais votada.

Suéllen obteve 89.725 votos no segundo turno, 55,98% dos votos válidos. O segundo colocado foi o médico Raul Gonçalves Paula (DEM), que ficou com 70.558 votos, 44,02%. Os brancos foram 7.457 votos (4,05%) e os nulos 16.373 (8,89%). A abstenção somou 86.636 eleitores.

Suéllen se emociona ao agradecer a votação


Jornalista Suéllen Rosin se emociona ao agradecer os mais de 89 mil votos recebidos e ser eleita prefeita de Bauru

 Ao agradecer os mais de 89 mil votos, ao lado do seu vice, amigos e de familiares, Suéllen chorou emocionada. “Orgulho de ser a primeira mulher a governar Bauru”, afirmou, em meio as lágrimas de emoção. “Agradecer a quem saiu de sua casa numa época tão difícil para me dar um voto de confiança, e por isso não vamos decepcionar. É motivo de orgulho ser a primeira mulher a governar Bauru”.

Suéllen disse que vai abrir seu gabinete para a população e sinalizou com uma atuação conjunta com os vereadores eleitos. “Nós seremos parceiros de vocês. Estamos aqui por interesse coletivo. Nós vamos fazer essa cidade ter o que ela merece. Não vamos governar sozinhos, nós vamos estreitar os laços e trabalhar em conjunto”, declarou.

Durante seu discurso da vitória, Suéllen falou que o primeiro passo agora será montar a equipe de trabalho, com equipe técnica e sem indicações política de coligações. O partido dela não se coligou com nenhum outro nessas eleições.

“O que a gente precisa é fazer com que os serviços básicos cheguem à população, porque isso é o que importa, e o desenvolvimento vem como consequência. [E também muita responsabilidade ser a primeira mulher a comandar a maior cidade do centro-oeste paulista, pois sabemos que muitas casas, 46%, são governadas por mulheres. Representá-las é muita responsabilidade”.
O vice-prefeito eleito, Orlando Dias, disse que o trabalho de transição começaria nesta segunda-feira. “Vamos começar a transição e vamos trabalhar duro. Saber das necessidades, o que precisar manter. Vamos arrumar essa cidade”.


Com respeito à vida e a todos os protocolos recomendados pela OMS, Suellén foi votar usando máscara e mantendo o distanciamento

Suellén não se descuidou do uso da máscara nem quando concedia entrevistas às emissoras de rádio




A única exceção para tirar a máscara foi para fazer uma foto ao lado de um radialista que disputou como candidato a vereador ao lado dela



0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››