09 novembro 2020

Falta de planejamento gera desperdício de dinheiro público em Bady Bassitt

 

Desperdício com dinheiro público em Bady Bassitt. Prefeita planta grama em toda extensão de canteiro central de avenida e, seis meses depois, arranca para implantar sistema de iluminação


Gastos indiscriminados e falta de planejamento geram desperdício de dinheiro público nas obras executadas pela Prefeitura de Bady Bassitt. A constatação é do vereador Airton da Silva Rego (PL) ao comentar a retirada da grama plantada, a menos de seis meses, no canteiro central da principal avenida da cidade para a implantação do novo sistema de iluminação pública.

 Há menos de um ano a prefeitura realizou o plantio de grama esmeralda em todo o canteiro central da principal via pública da cidade que começa no entroncamento com a rodovia BR-153, onde o prefeito Luiz Tobardine determinou, muito provavelmente por picuinhas pessoais, a retirada do obelisco do Rotary Clube Internacional. O plantio de grama no canteiro central foi realizado, ao longo dos 3,6 quilômetros de extensão da via, até a entrada do condomínio Villa Itália.

 A Folha do Povo apurou que no mercado o metro quadrado da grama esmeralda, fora a mão de obra para o preparo do terreno e plantio, custa em torno de R$ 4. Levando-se em consideração que o canteiro central possui em torno de um metro de diâmetro, calcula-se que somente com a compra da grama foram gastos mais de R$ 18 mil.

 Para o vereador Airton, que já administrou a cidade como prefeito durante oito anos, “as ações desta administração são realizadas com base no improviso e fere os princípios elementares administrativos”. “Não tem sido outra as minhas proposituras na Câmara, visando nortear as ações desta administração e realizada com base no improviso, o que fere os mais elementares princípios administrativos”, afirma o vereador do PL, que é candidato à reeleição. “Não tem sido outra as minhas proposituras na câmara, visando nortear as ações da prefeitura. Lamentavelmente não nos fazem ouvido, em prejuízo do interesse público. Haja dinheiro para suportar tamanho despautério”.

Gastos indiscriminados 

Os gastos indiscriminados, o desperdício público, a ineficiência e a falta de planejamento e controle dos gastos públicos provocam tantas nítidas aberrações. Não precisa ser nenhum “expert” para notar que o dinheiro público está sendo mal empregado pela administração por falta de planejamento.

 O administrador de empresas Carlos Pereira, o Carlão, que também concorre a uma vaga de vereador na Câmara de Bady Bassitt pelo PSD, observa que obras caras, mal planejadas ou inacabadas por conta da má gestão e da corrupção geram milhões de prejuízos aos cofres públicos.

 “Decisões políticas se sobrepõem a critérios técnicos para se fazer politicagem barata, causando atraso em projetos estratégicos e afastam investidores”, analisa Carlão. Ele afirma que o momento de mudança é agora, com as eleições. “O povo tem a opção nas mãos com o voto. Tem que saber escolher entre o que está aí com a capacidade de gente séria e honesta”.

Mais de R$ 18 mil jogado fora com a retirada da grama plantada a menos de seis meses pela prefeitura

Prefeito manda retirar grama plantada a menos de seis meses no canteiro central


0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››