13 novembro 2020

Deputado e candidato a prefeito morre em decorrência do Coronavírus

 

Onevan iniciou carreira política em Jales, como vereador, tentaria se eleger prefeito em Naviraí (MS)

O deputado estadual e candidato a prefeito em Naviraí, Onevan de Matos, faleceu nesta sexta-feira (13) aos 77 anos em São Paulo, onde estava internado num hospital. Nascido em Frutal (MG), Onevan iniciou sua trajetória política em Jales, onde exerceu a advocacia e foi eleito vereador, por dois mandatos, ainda pelo antigo MDB (Movimento Democrático Brasileiro).

Onevan chegou em Naviraí (MS) em 1975 para exercer a profissão de advogado. Em 1978, após a criação do Estado de Mato Grosso do Sul se elegeu deputado estadual, participando da elaboração da Constituição do Estado.

Em 1983 tomou posse em seu segundo mandato de deputado estadual. Em seu terceiro mandato, se licenciou para concorrer à prefeitura de Naviraí e foi eleito perfeito em 1988. Ocupava seu quinto mandato como deputado e tentava voltar à prefeitura concorrendo pelo PSDB com mais cinco candidatos.

 Internado em hospital de São Paulo, Onevan se recuperava de uma infecção respiratória após se curar do coronavírus. Tinha sido submetido ao processo chamado de desedação, diminuindo medicação para retirada de aparelhos e permitindo que ele acordasse.

 Onevan foi diagnosticado com Covid-19 no dia 22 de setembro. Ele ficou internado em Campo Grande por dois dias. No início de outubro o deputado tucano voltou ao hospital e chegou a precisar de ventilação mecânica. Depois de receber alta, ele foi autorizado pelos médicos a continuar o tratamento em São Paulo. Em nota divulgada à imprensa, a assessoria do deputado disse que ele morreu durante procedimento de cateterismo cardíaco.

Briga jurídica 

O estado de saúde do deputado, no meio da campanha eleitoral em Naviraí, foi motivo de disputa judicial. Candidatos oponentes queriam ter acesso ao boletim médico de Onevan. O juiz da 2ª Zona Eleitoral de Naviraí, Eduardo Lacerda Trevisan, negou, no começo de novembro, pedido da coligação “Naviraí em Boas Mãos”, que exigia a divulgação do boletim médico com o estado de saúde do deputado candidato a prefeito.

Para o magistrado, ainda que figura pública, não é obrigado a expor sua intimidade, tampouco seus dados médicos. E destacou que “não cabe aos rivais invadir a privacidade alheia em prol de suas campanhas”.

 Luto

Em


nota o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azumbuja (PSDB), decretou luto oficial de três dias no Estado em razão do falecimento do deputado. Azambuja lembrou que Onevan deu importante contribuição ao povo sul-matogrossense durante os nove anos de mandato que exerceu como deputado estadual e prefeito de Navraí.

 

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››