04 novembro 2020

Combate à desinformação é prioridade para a Justiça Eleitoral

 


O combate à desinformação é prioritário para a Justiça Eleitoral. Criada para ampliar o esclarecimento de informações relacionadas ao processo eleitoral, a página Fato ou Boato do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) fomenta a circulação de conteúdos verídicos e estimula a verificação por meio da divulgação de notícias checadas, recomendações e conteúdos educativos.

Essa iniciativa, com apoio da Folha do Povo, integra o Programa de Enfrentamento à Desinformação nas Eleições 2020, que atualmente mobiliza mais de 50 instituições, entre partidos políticos e entidades públicas e privadas, para enfrentar os efeitos negativos provocados pela desinformação relacionada à democracia.

Agências de checagem

Desde setembro de 2020, a página Fato ou Boato é a plataforma conjunta do projeto Coalização para Checagem – Eleições 2020, que é parte do Programa de Enfrentamento à Desinformação e estabelece uma rede nacional de verificação de informações relativas ao processo eleitoral.

Tendo como maior objetivo o enfrentamento para desmentir as fake News espalhadas por pessoas mal informadas, nove das principais agências de checagem, constituída por jornalistas, advogados, médicos, professores e pesquisadores integram essa força-tarefa em favor da circulação de conteúdos verificados, que efetivamente promovam debates e esclarecimentos fundamentais à tomada de decisão do eleitor.

Fakes

Somente sobre as urnas eletrônicas as agências desmentiram nas últimas semanas mais de 10 notícias falsas postadas nas redes sociais. Uma delas era de que somente o Brasil utiliza a urna eletrônica, o que não é verdade. Pelo menos 25 países utilizam urnas eletrônicas em suas eleições, inclusive os Estados Unidos da América. Dos seus 50 Estados, 11 utilizam urnas eletrônicas idênticas as usadas no Brasil, sem impressão do voto.




0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››