29 novembro 2020

Câmara de Nova Aliança terá mandato coletivo de vereador

Pela primeira vez na história a Câmara de Nova Aliança terá mandato coletivo de vereador


Pela primeira vez na Câmara de Nova Aliança irá funcionar o chamado “Mandato Coletivo”. Natália Cristina da Silva, de 25 anos, foi eleita vereadora pelo Avante, mas não atuará sozinha. Junto com ela estarão mais duas pessoas para discutir todos os projetos e propostas em debate.

Além de Natália, que é ativista feminista, farão parte do mandato o professor universitário Renato Vessechi Lourenço, o Renato Batatinha, de 39 anos, e o tatuador Wagner Nery, de 29 anos. Oficialmente somente Natália terá assento na Câmara, pois foi o nome e a foto dela que apareceu na urna eletrônica.

Os outros dois “co-vereadores” integram o mandato de maneira não oficial, já que os mandatos coletivos ainda não estão previstos no Poder Legislativo.


O Professor Lourenço conta que teve a ideia a partir de um amigo, que elegeu por um mandato coletivo há quatro anos, em Alto do Paraiso do Goiás (GO), pelo Podemos. De lá para cá ele se informou sobre todo esse processo e lançou a ideia em Nova Aliança. Com a vitória os três já registraram até um documento em cartório para regimentar todo o mandato coletivo, vigência e até a destinação do salário que será doado para projetos sociais.

A ideia, segundo ele, foi bem aceita na cidade. “Todo mundo entende que nós três ganhamos, conseguimos vender um projeto e não uma candidatura”, explicou. “Foi uma mudança de pensamento do eleitor, porque foi uma campanha de redes sociais, sem santinho jogado nas casas e nas ruas. Foram apenas algumas visitas explicando o projeto”.


0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››