24 outubro 2020

Coronavirus mata dois prefeitos e oito vereadores no Estado

 

Virus não escolhe partido político ou ideologia. Infectados podem ser levados à morte, independentemente de credo político

Desde o início da pandemia, o coronavírus já ocasionou a morte de oito vereadores em cidades do interior paulista. No último dia 12, a vítima foi o vereador José Olímpio Jorge Naben, o Euripinho, do DEM de Barretos. No mês passado foram José Paulo da Silva (MDB) de Guareí, Raimundo da Silva, o Fernando Baiano, do PSDB de Guapiaçu.

Também morreram com a doença os vereadores Adilson Perciliano (DEM), de Tarumã; Avelino Xavier Alves (PSDB), de Nova Odessa; Antonio Aparecido Falchi (DEM), de Cândido Rodrigues; Valéria Andrucioli (PDT), de Pontal; e Ronaldo Beraldo (PR), de Arandu. Os três últimos estavam no exercício da presidência das respectivas câmaras.

Prefeitos

A Covid-19 também causou a morte de dois prefeitos paulistas que estavam no cargo. O prefeito de Borebi, Antonio Carlos Vaca (PSDB) faleceu no dia 20 de junho, aos 75 anos. O prefeito de Santo Antônio de Aracanguá, Rodrigo Aparecido Santana Rodrigues (DEM) morreu no dia 28 de junho com 35 anos. Nas duas cidades os vices assumiram as prefeituras.

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››