14 setembro 2020

Vado declara apoio à Juliano e Odair e estuda ingressar com ação contra José Sérgio

 




O vereador Orivaldo de Oliveira, o Vado da Oficina, do Solidariedade, que assumiu o cargo no final de agosto na Câmara Municipal de Mendonça, declarou ser plenamente favorável de a cidade ter chapa única para concorrer à prefeitura nestas eleições. Por telefone, Vado disse à reportagem da Folha do Povo que não será mais candidato a vereador e que estuda, junto com advogados, ingressar com ação na Justiça para tentar reaver todos os salários recebidos indevidamente pelo ex-vereador José Sérgio de Oliveira.

Vado também confirmou que apoia as candidaturas do engenheiro Juliano de Oliveira, do PSDB, para prefeito e de Odair Milhossi, do DEM, como vice-prefeito. “É o melhor para a cidade, ter chapa única”, afirmou.

Vado assumiu o cargo de vereador no lugar de José Sérgio Pereira de Oliveira, que teve o mandato cassado por seis votos a três. Foi Vado quem protocolou denúncia na Câmara de que o ex-vereador acumulava funções no Poder Legislativo com as de chefia no Poder Executivo. A legislação impede esse acúmulo. Uma CPI (Comissão Processante de Investigação) apurou o caso durante quase 90 dias, ouvindo cerca de 10 testemunhas. A maioria confirmou que ex-vereador acumulava as funções de chefia na prefeitura.

Os advogados do ex-vereador tentaram reverter a decisão da Câmara na Justiça. O juiz Tiago Octaviani, após ouvir o Ministério Público, que deu parecer favorável à decisão da Câmara, não concedeu a liminar pretendida pelo ex-vereador. Depois, José Sérgio outras duas derrotas na Justiça. O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) negou também o agravo de instrumento interposto por seus advogados. Ele teve seu mandato cassado pela Câmara Municipal de Mendonça por ter ficado comprovado pela CPI (Comissão Processante de Investigação) de ter exercido cargo de chefia em comissão no Executivo, sem ter se licenciado do cargo legislativo. O relator da análise do processo no TJ, Marcelo Semer, indeferiu o pedido de tutela antecipada recursal feito pela defesa do ex-vereador.

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››