13 setembro 2020

Seis partidos confirmam a chapa de Juliano e Odair à Prefeitura de Mendonça

Engenheiro Juliano Oliveira e Odair Milhossi selam candidaturas em convenção com apoio de seis partidos em Mendonça

 

Seis partidos de Mendonça fecharam acordo em torno da candidatura do engenheiro Juliano de Oliveira (PSDB) a prefeito e do ex-prefeito Odair Milhossi (DEM) à Prefeitura de Mendonça. A convenção do PSDB, DEM, PSD, PDT, PTB e PP aconteceu na chácara de propriedade do vereador José Pedro Pinto Fernandes (PSD), um dos responsáveis pela coligação dos seis partidos.

A princípio os dirigentes da maioria dos partidos queriam que o ex-prefeito Odair Milhossi encabeçasse a chapa. Chegaram a articular a candidatura do ex-vereador Claudinei Perfeito como pré-candidato a vice-prefeito. Milhossi disse que, após ouvir sua família e diante de outros compromissos profissionais, até gostaria novamente de postular novamente a prefeitura, mas abriria mão da candidatura.Ficou acordado então que ele seria candidato a vice-prefeito.

Juliano que chegou a ser sondado, na quarta-feira, pelo grupo político ligado ao prefeito Antonino Caetano de Sousa, o Sabiá, do Solidariedade. Mas não aceitou porque já estava em conversações com o grupo dos seis partidos. Depois de muitas conversas, Juliano acabou sendo o preferido dos dirigentes dos seis partidos para disputar as eleições, tendo como candidato a vice o ex-prefeito Odair Milhossi.

Durante a convenção o médico Francisco Xavier Gomes Viera Junior, coordenador municipal da Saúde, deu uma verdadeira aula de filosofismo ao recitar frases e pensamentos de Lao-Tsé, importante filósofo da China antiga que viveu 531 anos antes de Cristo. “As palavras verdadeiras não são agradáveis e as agradáveis não são verdadeiras”, disse Dr. Xavier, relembrando uma das frases de Lao-Tsé. “Temos que deixar as coisas fluir como são”.

Cerca de 60 pessoas participaram da convenção. Todas usando máscaras e obedecendo o distanciamento previsto pelas autoridades de Saúde. Ao usar da palavra o engenheiro Juliano, que hoje ocupa o cargo de vice-prefeito e na eleição de 2012 concorreu no mesmo cargo ao lado de Odair Milhossi, disse ter aprendido muito nesses anos todos.      “Esse será um ano atípico. Talvez não vai dar para fazer as visitas programadas de casa em casa como gostaríamos de fazer para ouvir as pessoas”, afirmou.

Juliano disse que sabe trabalhar em equipe e que sabe ouvir. “Temos vários projetos em andamento, temos gente competente para trabalhar para o bem de Mendonça. Estou momentaneamente na política e não me considero político profissional. Vamos focar nos próximos quatro anos, sem perder tempo com picuinhas políticas. E falo, de coração, que não penso em reeleição”.

Erras menos

 Milhossi, por sua vez, agradeceu a Deus por ele e todos estarem ali com saúde. “Se não estou enganado tivemos, desde a fundação, 10 prefeitos em Mendonça. E tenho absoluta certeza de que nenhum deles pensou em fazer alguma errada. Todos entraram com a melhor das boas intenções. E a intenção de todos foi sempre a mesma: fazer coisas boas e errar menos possível”.

O ex-prefeito ressaltou que as ideias, as vezes, podem ser diferentes entre um e outro. “Mas temos respeitar, saber ouvir, pois nem sempre todos pensam da mesma maneira”, disse, ressaltando que o “o bem sempre vence”. Ele também falou sobre a pandemia do coronavírus: “Se refletirmos bem, ela (pandemia) veio por Deus para fazer enxergarmos aqueles do nosso lado como irmãos”.

Alexandre Pires, ex-prefeito de Américo de Campos e representante do deputado federal Arnaldo Jardim (Cidadania) compareceu na convenção para cumprimentar os candidatos. “Estou falando aqui em nome do deputado Arnaldo Jardim que pediu para avisar que vocês terão todas as portas abertas do Palácio dos Bandeirantes em São Paulo e também em Brasília para o que Mendonça precisar”, disse Alexandre, lembrando que tem amizade muito grande com vários mendoncenses desde a época em que João Emílio Buzzo foi prefeito da cidade. “Fomos prefeitos juntos, na mesma época, e tenho um carinho muito grande por essa cidade”.

Baixa

O vereador Alessandro de Oliveira, o Tatinho, do PSDB, informou à Folha do Povo que não será mais candidato. “Já fiz minha parte e dei minha contribuição à cidade”, afirmou, justificando que sua família não deseja mais ele se envolvendo com política. Disse que pretende continuar como músico e profissional de Educação Física e anunciou que, dentro em breve, estará inaugurando sua própria academia em Mendonça.

 Outro presente na convenção que afirmou que não pretende mais se envolver como candidato em política é o ex-vereador Henrique Carvalho, que ocupou por dois mandatos consecutivos o cargo de vereador e chegou a presidir a Câmara Municipal. Foi na gestão de Henrique, que hoje dedica-se em sua profissão como engenheiro, que foi inaugurado o prédio próprio da Câmara. “A política me deu alguns dissabores”, revelou, adiantando, no entanto, que estará apoiando a chapa de Juliano e Odair à prefeitura.

O ex-vereador Claudinei Perpetuo disse que tinha interesse em ser candidato a vice-prefeito. Acabou sendo preterido na última hora. Mas afirmou que respeita a decisão e que sairá candidato a vereador, apoiando a chapa de Juliano e Odair.

O médico Dr. Francisco Xavier dá uma verdadeira aula de filosofia, durante a convenção dos seis partidos, citando frases e pensamentos do filósofo chinês Lao-Tsé

Odair Milhossi discursa ao lado de Juliano pregando união de todos os partidos

Engenheiro Juliano Oliveira discursa após a homologação de sua candidatura. Enfatizou que sabe ouvir e que irá trabalhar em grupo para o bem de Mendonça

Alexandre Pires representou o deputado federal Arnaldo Jardim (Cidadania) na convenção dos seis partidos em Mendonça


0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››