08 setembro 2020

Diretora da escola Aurea de Oliveira é encontrada morta dentro de casa

 

Silmara Teixeira, de 57 anos, diretora da escola Áurea de Oliveira em Bady Bassitt, é encontrada morta dentro de sua própria casa. Polícia suspeita de infarto fulminante

 

 A diretora da escola estadual Aurea de Oliveira, de Bady Bassitt, Silmara Teixeira, de 57 anos, foi encontrada morta nesta terça-feira (8) pela Polícia Civil da cidade em sua própria casa. A Polícia foi acionada depois que funcionários da escola tentaram contato com a diretora e encontraram a casa fechada e ela não respondia às ligações e chamadas pelo Whatsapp.

 Segundo informações dos policiais, Silmara foi encontrada deitada na cama, sem sinais de agressão ou de qualquer tipo de violência. A casa estava arrumada e as portas e janelas não apresentavam violação ou quaisquer sinais de arrombamento.

 O Instituto de Criminalística (IC) foi acionado e o corpo da diretoria foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de São José do Rio Preto para a realização de exames e detecção das causas da morte. A suspeita é de que a diretora tenha sofrido um infarto fulminante. Um exame toxicológico também será requisitado. Ainda de acordo com os policiais, ela poderia estar morta há um dia e meio.

 Silmara ingressou no Estado como professora em 1984 e desde 2002 estava como diretora na Escola Aurea de Oliveira. Ela morava sozinha. Na cidade Silmara sempre foi uma pessoa querida e envolvente com pais e alunos.

 Em 2016 ela atuou como defensora da eleição do atual prefeito Luiz Tobardini, do PSDB. Mas ultimamente dizia-se arrependida e vinha reclamando da atuação do prefeito e fazendo críticas à administração. Reclamava que o prefeito não dava a merecida atenção à escola.

Em fevereiro do ano passado a diretora denunciou o prefeito ao Ministério Público por supostas irregularidades no uso de verbas recebidas do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE). A denuncia foi aceita pelo promotor Sérgio Clementino, que determinou a instauração de inquérito para apurar a eventual compra fraudulenta de computadores e televisores com recursos do FNDE. O dinheiro, segundo a diretora, era para ser usado e aplicado na educação básica..

 Condolências

 Pelas redes sociais diversas pessoas se manifestaram publicamente sobre a morte da diretora. Seu ex-aluno Mattheus Matt Gregory publicou um depoimento comovente. “Eu convivo de perto com essa grande amiga”, disse. “Apesar de minha imperfeições ela sempre me cuidou com um carinho imensurável. Isso não era só comigo, mas também com tantas pessoas que passaram pelas suas mãos e ser coração. Quantas vezes eu fui na sua escola simplesmente para falar com ela. Era como se fosse uma mãe para mim, e eu como se fosse um filho para ela. Fazia questão de visitar ela, mesmo depois de ter cumprido o período escolar muitos anos atrás. Ela cumpria com maestria o papel de diretora, de conselheira, de amiga. Vou sentir muita saudade, com toda gratidão e respeito a essa pessoa maravilhosa a qual tive o prazer de conhecer”.

Para Silvana Amaral, a diretora Silmara Teixeira foi uma das suas melhores amigas. “Era uma amiga que não media esforços para me ensinar como ser uma boa profissional”, escreveu Silvana. “Tudo que fui na área da educação aprendi com ela.”

A estudante de Jornalismo da Unaerp (Universidade de Ribeirão Preto), Ermaiê Menezes, teve a oportunidade de entrevista-la no mês de julho para a matéria “Pandemia revela todas as dificuldades para pais, mestres e alunos”, publicada no site da Unaerp (confira matéria clicando neste link). Na matéria Silmara aponta que “a maior dificuldade de nossos jovens é a de ser um sujeito ativo, responsável por seu conhecimento”. “A geração de Whatsapp e de jogos eletrônicos é passiva, espera tudo pronto”, disse a diretora, em entrevista para Ermaiê Menezes.

Ermaiê, por sua vez, manifestou agora sua gratidão pela diretora ter cedido boa parte de seu tempo, em meio a tantos compromissos, para colaborar com a sua primeira reportagem. “Me ensinou muita coisa nessa pequena conversa. Hoje o céu ganha uma linda estrela. Seu legado como educadora será sempre lembrado por todos que tiveram oportunidade de conhecê-la”.

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››