14 julho 2020

Em Uchoa até as réplicas de dinossauros usam máscaras contra o Covid-19



As réplicas de dinossauro na entrada de Uchoa agora também usam máscaras


Em Uchoa, cidade de 10.700 habitantes na região de São José do Rio Preto, até as réplicas dos dinossauros que enfeitam a entrada da cidade, estão usando máscaras conta o coronavírus. A iniciativa de “mascarar” as estátuas dos dinossauros partiu da Associação Uchoense dos Amigos da Cultura (ASSUAC), que foi responsável pela confecção das máscaras junto com o Sindicato Rural de Uchoa e a Diretoria Municipal de Cultura.

A ideia tornou-se uma simbologia representativa da luta contra o coronavírus e ganhou repercussão nacional e até internacional sobre a importância do uso desse acessório para se evitar o contágio com a doença.

De acordo com o diretor de Turismo, Gustavo Della Dea, a repercussão levou o nome do município para diversos lugares do planeta e vem incentivando outras comunidades a adotarem a mesma prática em seus monumentos históricos como forma de incentivo e conscientização para o uso da máscara.

“O projeto estimula a prevenção e proporciona uma propaganda de destino, para quando retornar as atividades do turismo em Uchoa”, destacou o diretor. A cidade possui o museu de Paleontologia que leva o nome de Pedro Candolo, um estudioso e escavador de fósseis de dinossauros na região. O museu conta com mais de 400 peças, que vão desde fósseis de crocodilos até de dinossauros.




0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››