17 julho 2020

Artista de Mendonça reproduz rostos em quadros perfeitos


 
José Henrique com alguns de seus quadros que parecem fotografias, mas são desenhos pintados a mão


Filho de um agricultor e de uma costureira, José Henrique Vieira Carvalho, hoje com 25 anos de idade, desenha e pinta desde os primeiros anos. A mãe, Solange Aparecida Vieira Carvalho, conta começou a observar o talento do filho quando ele tinha apenas três anos.

“Ele, desde pequeno, já vivia desenhando e colorindo todos os papéis que encontrava pela frente”, lembra a mãe. José Henrique cresceu entre lápis colorido e pincéis. “Aprendi tudo sozinho e depois só fui aprimorando minhas técnicas com alguns cursos na internet”.

A preferência de José Henrique é pela reprodução de rostos. Ele pega uma foto pequena e a reproduz no tamanho de uma folha de papel sulfite. Os desenhos e a pintura são perfeitos. Olhando rápido parece uma fotografia.

José Henrique trabalha com várias técnicas. Já usou lápis de cor, tinta a guache, aquarela e até pó de café para fazer seus desenhos e pinturas. Formado em Letras pela Faculdade de José Bonifácio e em Artes Visuais pela FAEC, José Henrique atua também como professor de Redação da Língua Portuguesa em uma escola de Adolfo.

Além de desenhar e pintar, ele também é escritor. Já escreveu dois livros, “Vidas Unidas” e “Des-Consenso”, pela Editora Fontenele. E tem mais um livro de contos preparado para ser lançado, provavelmente com o título “Escravo do Mau”.

Em 2006, ganhou o Prêmio Jovem Artista do jornal “Diário da Regão” de São José do Rio Preto. Participou apenas de uma exposição de seus trabalhos em Mendonça, sua terra natal. Mas foi pela exposição de suas obras pela internet que ele vem alcançando resultados surpreendentes.

Sucesso no México 

Dizendo-se fã do Chaves, seriado da tv mexicana exibido com grande sucesso no Brasil, José Henrique conta que jamais imaginava que um desenho seu fosse parar no México e ser apreciado por familiares dos artistas integrantes do elenco do seriado.

Foi graças ao alcance infinito da internet que os desenhos dos personagens do seriado foram vistos no México por Estevan Valdés, filho de Ramom Valdés, que interpretava o “Seu Madruga” no seriado do Chaves. “Ele me chamou pelo Facebook e me deu parabéns pelos desenhos e hoje a gente sempre se conversa”.

Agora graças à pandemia, José Henrique conta que aumentou consideravelmente os pedidos de encomendas de reprodução de fotografias. A procura tem sido grande. Principalmente por pais que desejam perpetuar o rosto de seus filhos em um quadro pintado a mão.

Para cada obra, dependendo da técnica empregada, ele costuma cobrar entre 70 a 90 reais. As encomendas podem ser tratadas diretamente com o artista pelo telefone (17) 99104-7832. Confira abaixo algumas de suas obras de artes.









0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››