16 junho 2020

Câmara recebe outra denúncia de improbidade contra o prefeito Tobardini

Vestido com máscara prefeito alegou, na semana passada, para se safar de ser cassado pela Câmara dos Vereadores que não sabia que a prefeitura tinha feito contrato com sem licitação com uma empresa locadora de veículos e teria pago valores acima do permitido pela Lei de Licitações.  



Mais uma denúncia de improbidade administrativa contra o prefeito Luis Tobardini (PSDB) foi protocolada, nesta terça-feira (16), na Câmara Municipal de Bady Bassitt. Desta vez um morador em um condomínio de luxo da cidade acusa o prefeito, com farto material anexado à denúncia, de que Tobardini vem “malversando do dinheiro público” ao contratar empresas, sem licitação.

Na denúncia o morador, que por enquanto prefere não ser identificado, informa que Tobardini pagou quase R$ 160 mil para uma única empresa de prótese dentária. No ano de 2017 foram efetuados quatro pagamentos totalizando R$ 30.750. Em 2018, 12 pagamentos, perfazendo R$ 90.350. No ano passado, 2019, mais cinco pagamentos que somaram R$ 37.380. A somatória dos valores pagos para a mesma empresa em todos esses anos ultrapassa os limites permitidos pela Lei de Licitações.

Gastou quase seis vezes mais do permitido

Em 2017 Tobardini gastou quase quatro vezes mais do valor permitido. Antes o valor para as chamadas “compras livres”, sem licitação, era de até no máximo R$ 8 mil no ano. Em janeiro de 2018 o presidente Michel Temer assinou decreto reajustando o limite para compras diretas, sem licitação, que estava congelado há 20 anos. O valor foi corrigido em 120%, passando de R$ 8 mil para R$ 17,6 mil por ano. Porém, mesmo assim, Tobardini gastou, sem licitação, com uma única empresa mais de cinco vezes a mais do valor permitido.

Segundo o morador, o prefeito não pode alegar ignorância sobre o assunto, pois há mais de 20 anos está na política. Ele foi vereador 2005, tendo inclusive ocupado a presidência da Câmara. Seu irmão José Tobardini foi prefeito e ele acompanhou de perto a gestão. E além disso, durante oito anos, Tobardini foi vice-prefeito na gestão de Edmur Pradela.

Outro morador da cidade, pedindo também para não ser identificado. informou.à Folha do Povo que está estudando, junto com advogados, para ingressar com representação no Ministério Público e na Câmara Municipal sobre o uso indevido do carro oficial pelo prefeito. Disse possuir fotografias do uso do veículo oficial em atitudes que atentam contra a moral e os bons costumes.



0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››