06 maio 2020

Vereadores, vice-prefeito e prefeito trocam de partidos na região

O PSD, presidido pelo ex-prefeito Gilberto Kassab, é agora o partido
com a maior bancada de vereadores na Câmara de Mendonça

 

O vice-prefeito, o presidente da Câmara e quatro vereadores de Mendonça trocaram de partidos, aproveitando o período chamado de “janela partidária”. Em Nova Aliança quatro vereadores também trocaram de partidos.

Justificando sua amizade de longos anos com o secretário estadual de Desenvolvimento Regional e presidente estadual do PSDB, Marco Vinholi, o vice-prefeito de Mendonça, engenheiro Juliano de Oliveira afirmou que trocou o PTB pelo PSDB pensando mais em ajudar a cidade do  que nele. Disse ter recebido convites de outros partidos. Mas o fato do PSDB ser o partido que está no comando do Governo do Estado pesou mais. “Ainda temos mais dois anos de governo pela frente”.

O presidente da Câmara, Cláudio Alves de Oliveira (ex-MDB), e os vereadores José Pedro (ex-PV), Arlei Pereira Oliveira (ex-PTB), e Milton Marcossen (ex-PSDB) se filiaram ao PSD, do ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. O vereador Alessandro Oliveira, o Tatinho, seguiu o vice-prefeito, deixando o PTB para se filiar no PSDB. E o vereador José Roberto dos Santos, o Beto Paraíba, deixou o PR para se filiar no DEM. Em Mendonça o PSD passou a formar a maior bancada, seguido pelo DEM, que tem em suas fileiras o vereador Rafael Farinazzo e o ex-prefeito Odair Milhossi.

Nova Aliança

Em Nova Aliança três vereadores trocaram de partidos, sendo que dois deles, Marco Antonio Mansine (ex-Patriota) e o ex-presidente da Câmara Luciano Moretti (ex-PSC) se filiaram no PDT, partido do prefeito Vandil Baptista Casemiro, que passa a ser a maior bancada da Câmara.

A presidente da Câmara, Neusa Aparecida Coltri Vieira, também é filiada ao PDT. A bancada do partido só não é maior porque o vereador Vicente Fernandes Junior se desfilou do partido. Porém ele não quis revelar à Folha do Povo para qual partido se filiou.

O ex-vereador Norberto de Pauli (ex-PSDB), popularmente conhecido como Beto, também se filiou ao PDT do prefeito Vandil.

Bady Bassitt

Em Bady Bassitt, o vereador Airton da Silva Rego, anunciou sua saída do PSDB e sua filiação ao PL. Ele justificou sua saída do PSDB ao ingresso na sigla “pelas portas do fundo” do prefeito Luiz Tobardini (ex-PPS). “Eu e ele (prefeito) somos igual água e óleo, não dá mistura”, afirmou Airton Rego.

Outro que também deixou o PSDB e se filiou no PL foi o advogado Bruno Nardim. Ele presidia o Movimento Jovem dos Tucanos e também desfiliou do PSDB depois do ingresso do prefeito Tobardini ao partido. "Política, para mim, é vocação, chamado e escolha de vida, algo que exerço me envolvendo de coração", afirmou, ao explicar que estava filiado no PSDB desde 2011, quando tinha 16 anos de idade. 

Adolfo

Em Adolfo pelo menos dois vereadores trocaram de partido. Theodoro Junior deixou o PSB para se filiar no Cidadania e Leandro Simili, que tinha sido eleito pelo DEM da ex-prefeita Rose Biiato, se filiou no PSDB do prefeito Chem. 

Vereador Tatinho trocou PTB pelo PSDB e Hericson continuou no PP

Beto Paraíba deixou o PR e foi para o DEM, juntando-se a Rafael Farinazzo
para fazer a segunda maior bancada na Câmara

Vice-prefeito Juliano, contador e consultor político Cidinho Borges e o vereador Tatinho
no dia em que eles assinam ficha de filiação no PSDB

O ex-vereador Beto trocou o PSDB pelo PDT para se alinhar com o prefeito
Vandil Baptista Casemiro



0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››