23 maio 2020

Nova Aliança não registrou nenhum caso de Covid-19, enquanto região tem 694 casos e 25 mortes



Bady Bassitt é a cidade depois de Rio Preto que possui o maior número de mortes por Covid-19

Nova Aliança está entre as 175 cidades paulistas que até este último sábado, dia 23, ainda não tinha registrado nenhum caso de coronavírus. A doença atinge 77% (500 municípios) do território do Estado de São Paulo, composto por 645 municípios.

Com 6,9 mil habitantes, Nova Aliança faz parte de um grupo cada vez menor de cidades que não registraram nenhum caso de Covid-19. O prefeito Vandil Baptista Casemiro (PDT) atribui o resultado ao fato de a cidade ter sido uma das primeiras do Estado a decretar medidas para isolamento social. “Assim que soubemos das recomendações das autoridades de Saúde não hesitamos em suspender as aulas e decretar o fechamento do comércio”, informa o prefeito.

Ele lembra no começo chegou a ter a medida contestada na Justiça pelo dono de um estabelecimento comercial. “Mas a Justiça foi favorável à decisão da prefeitura”, afirmou o prefeito, também destacando que Nova Aliança foi uma das primeiras cidades da região a fazer, gratuitamente, a distribuição de máscaras para a população. E também equipou a Unidade Básica de Saúde (UBS) com um aparelho respirador para atender as emergências de casos de coronavírus.

“Graças a Deus não precisamos usar e esperamos nem usar esse equipamento”, disse o prefeito, referindo-se ao respirador adquirido pela Prefeitura. Disse que no começo algumas pessoas criticaram e acharam exageradas as medidas preventivas de distanciamento social, a obrigatoriedade do uso de máscaras e o uso de álcool em gel em todos os estabelecimentos.

“Mas hoje o pessoal vê que acertamos nas medidas”, afirma o prefeito, salientando, no entanto, que é preciso a população continuar tomando todos os cuidados possíveis. “Quem puder ficar em casa, deve, se possível, continuar mantendo o isolamento. E se precisar sair devem respeitar o distanciamento, usar máscaras e continuar lavando sempre as mãos, esterilizar tudo com álcool em gel e água sanitária”.

Toda semana a prefeitura realiza a limpeza com a esterilização das praças e locais públicos. “Nós só temos que agradecer ao empenho do pessoal da Saúde e a população que conscientizou do perigo que essa doença pode trazer para todos nós”.

Em cerca de três meses de pandemia, a região da área de circulação da Folha do Povo registrou, até o dia 23, 695 casos positivos de Covid-19 e 25 mortes. São José do Rio Preto, a maior cidade da região, é a que registrou mais casos e mortes. São 537 casos e 18 mortes. Depois vem Bady Bassitt com maior número de mortes: 4 óbitos. Confira abaixo quadro com detalhes de cada cidade da região.

Situação no Estado

No Estado de São Paulo, até este sábado, dia 23, foram registrados 80.558 casos e 6.045 mortes. Em todo o Brasil foram 330.890 casos e 21.048 mortes.

O número de mortes no Brasil é maior, com exceção de Rio Preto, do que o número de habitantes em todas as cidades da área de circulação da Folha do Povo.

A Capital paulista é a cidade com maior número de casos e de mortes. São 44.887 casos e 3.499 mortes. Em seguida vem as cidades de Osasco (258 mortes), Guarulhos (225) e São Bernardo do Campo (162). Confira quadro abaixo com as 10 cidades com maior número de mortes por coronavirus no Estado.

O médico Jorge Fares, diretor executivo do Hospital de Base, afirma que o isolamento social dever ser mantido para evitar colapso do sistema de saúde. Ele alerta que o isolamento social e o uso de máscaras não devem ser relaxados.

Especialistas e infectologistas informam que se todas as cidades liberar o isolamento social vão aumentar ainda mais os casos e os hospitais não vão ter estrutura para cuidar dos casos graves. Se sobrecarregar a ocupação dos hospitais poderá haver um colapso no sistema de saúde, como já está ocorrendo nos grandes centros. Confira nos quadros abaixo a situação na região e no Estado de São Paulo.





0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››