17 dezembro 2019

Polícia Rodoviária Federal volta a usar radares móveis na segunda-feira


 
Jair Bolsonaro havia suspenso o uso de radares móveis nas estradas federais, mas Justiça determina a volta dos aparelhos para fiscalizar o excesso de velocidade nas rodovias
A Polícia Rodoviária Federal informou na manhã desta terça-feira, 17, através de nota à imprensa, que uma nova decisão do Juiz Federal Substituto da 1ª Vara – SJ/DF, Marcelo Gentil Monteiro, mesmo juiz que havia determinado a volta da fiscalização com uso de radares móveis e portáteis pela PRF, no dia 11, agora adia até a próxima segunda-feira, 23, a retomada.

A Polícia Rodoviária Federal informou vai respeitar a decisão. A PRF tinha sido notificada, na semana passada, pela Justiça do Distrito Federal quanto à decisão do Juiz Federal Substituto da 1ª Vara – SJ/DF, Marcelo Gentil Monteiro, determinando à PRF que adotasse, no prazo de 72 horas, todas as providências para o integral restabelecimento da fiscalização eletrônica por meio dos radares estáticos, móveis e portáteis nas rodovias federais.

No entanto neste último domingo, 15 de dezembro, uma nova decisão foi proferida pelo mesmo juízo, estendendo e escalonando os prazos até o dia 23 de dezembro para a retomada das fiscalizações eletrônicas por meio dos radares. O novo prazo surgiu em razão da necessidade da adoção de medidas administrativas para concretização da reativação do uso dos equipamentos.

A PRF informa à sociedade que já iniciou as medidas necessárias, alinhada com o Ministério da Justiça e Segurança Pública, para efetivar o cumprimento judicial que determina a retomada do uso dos radares nos procedimentos de fiscalização do órgão.

Assim, a PRF estará reativando na sua rotina de atividades operacionais, no prazo e modo estipulado pela decisão supracitada, a modalidade de fiscalização de velocidade com o uso dos equipamentos citados, priorizando o caráter preventivo e educativo de seu emprego.

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››