02 dezembro 2017

O livro mais lido, traduzido e distribuído de todos os tempos estará no centro de diversas celebrações, incentivadas pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB)

Um ano inteiro para celebrar o Livro Sagrado é o que propõe a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), ao lançar 2018 como o Ano da Bíblia. A iniciativa tem como objetivo destacar a importância deste livro, o maior best-seller de todos os tempos, e também comemorar os 70 anos da SBB, que serão completados em 10 de junho. Com o lema “Bíblia Sagrada: o livro da esperança”, as festividades começam no Dia da Bíblia de 2017, no segundo domingo de dezembro, e serão encerradas no Dia da Bíblia do próximo ano.

Por que celebrar a Bíblia
Livro mais lido, traduzido e distribuído, no Brasil e no mundo, a Bíblia atravessou os mais diferentes formatos, do papiro à era digital, numa demonstração clara da perenidade e atualidade da Palavra de Deus. Primeira obra de grande porte a ser produzida pela prensa de Gutenberg, a Bíblia continua sendo o livro mais impresso em todo o mundo, ao longo de cinco séculos.

Considerada um tesouro da humanidade, a Bíblia completa já foi traduzida para 648 línguas, entre as 6.887 faladas no mundo, de acordo com dados de 2016. O Novo Testamento é encontrado em 1.432 línguas e trechos da Bíblia em 1.142 idiomas. Embora ainda restem mais de 3.222 línguas faladas por pequenos grupos – totalizando mais de 250 milhões de pessoas – que não possuem um só trecho da Bíblia traduzido, é relevante a importância do Livro Sagrado para pessoas das mais diversas etnias, em todos os pontos do planeta.

Mais recentemente, a Bíblia passou a ser disponibilizada em formato eletrônico, podendo ser acessada por meio de smartphones e leitores digitais. Um exemplo é o aplicativo Biblia Plus, desenvolvido pelas Sociedades Bíblicas Unidas – aliança da qual a SBB faz parte e que reúne 147 Sociedades Bíblicas no mundo –, por meio do qual são oferecidas, gratuitamente, traduções bíblicas em diferentes línguas.

No Brasil, levantamento da SBB referente a 2016 aponta a distribuição de mais de 1,5 milhão de exemplares das Escrituras em formato digital. No total, incluindo as obras impressas, foram distribuídas 6.773.421 Bíblias completas, enquanto as demais publicações, somando-se a Novos Testamentos, livretos, folhetos, obras acadêmicas e publicações infantis, atingiram 277.397.304 de exemplares.

Desde 2002, a Bíblia completa também está disponível em Braile, tornando-se acessível também a esse segmento da população. Outros públicos contemplados com edições especiais do texto bíblico são as pessoas com deficiência auditiva e comunidades indígenas e de imigração.


Comemorações variadas
Em 2018, a SBB completará 70 anos, marcados pelo esforço de distribuir a Bíblia a todas as pessoas em qualquer lugar que estejam. Por isso, está convidando todas as igrejas cristãs a homenagear esse importante livro. A programação do Ano da Bíblia será divulgada ao longo do ano. Um Comitê Nacional de Referência, composto por cerca de 2.000 líderes, e comitês estaduais darão suporte às iniciativas. “Queremos ampliar a divulgação e o conhecimento das Escrituras Sagradas no Brasil”, afirma Erní Seibert, secretário de Comunicação, Ação Social e Arrecadação da SBB.

O Ano da Bíblia merecerá programação especial no tradicional Fórum de Ciências Bíblicas, que chegará à 14ª edição em 2018, e nos Seminários de Ciências Bíblicas, promovidos pela entidade. Uma exposição sobre o tema, com peças do Museu da Bíblia (MuBi), percorrerá vários pontos do País, a partir de fevereiro, e será destaque também no espaço cultural da SBB, em Barueri (SP). O lançamento será no Dia da Bíblia, em 10 de dezembro, mas antes, no dia 6, será realizada, em Brasília, uma sessão solene na Câmara dos Deputados.

Além disso, a SBB lança a Nova Almeida Atualizada, revisão da consagrada tradução Almeida Revista e Atualizada, uma das preferidas pelos cristãos brasileiros. Com estilo clássico e linguagem atual, a obra foi desenvolvida tendo como base os textos bíblicos originais em Hebraico, Aramaico e Grego. Outro destaque será a transcrição do Novo Testamento em linguagem web. O projeto foi pensado com o objetivo de promover a interação do público jovem com o texto bíblico.

Na programação, não faltarão atividades. As igrejas serão convidadas a realizar maratonas de leitura, ciclo de palestras sobre o Livro Sagrado, cultos especiais, exposições, festivais de música, passeios ciclísticos e carreatas, entre outras atividades.

Esta é a segunda edição do Ano da Bíblia no Brasil. A primeira celebração ocorreu em 2008 e teve como tema “Bíblia Sagrada – Um livro para todos”.


Campanha pelo Dia da Bíblia
Comemorado no segundo domingo de dezembro – que este ano cairá no dia 10 – o Dia da Bíblia é precedido por uma campanha que, em 2017, apresenta o tema do Ano da Bíblia: “Bíblia: o Livro da Esperança”. Nesta edição, a SBB buscou inspiração no Salmo 65-5: “Ó Deus, tu nos responde, dando-nos a vitória, e fazes coisas maravilhosas para nos salvar. Os povos do mundo inteiro, até os dos mares distantes, põem a sua esperança em ti”.
A campanha de arrecadação de recursos é destinada a manter e ampliar o trabalho de distribuição das Escrituras, possibilitando que a Palavra alcance mais famílias carentes, detentos, estudantes e vítimas de calamidade, entre outros públicos. Para isso, são oferecidos cofrinhos e envelopes para estimular os cristãos a levantarem ofertas pela Causa da Bíblia. As doações também podem ser depositadas diretamente na conta bancária da SBB (Banco Bradesco, Agência 3390-1, C/C 18.512-4 - CNPJ 33.579.376/0001-51).

No site http://www.sbb.org.br/eventos/diadabiblia/materiais-de-apoio/ está disponível para download a arte dos materiais sugeridos: cartaz, mensagem alusiva à data, camiseta, planos de leitura. No mesmo endereço, é possível fazer pedido de envelopes, cofrinhos para ofertas, cartazes e planos de leitura.

Criado em 1549, na Grã-Bretanha pelo Bispo Cranmer, o Dia da Bíblia começou a ser celebrado no Brasil em 1850, quando chegaram da Europa e Estados Unidos os primeiros missionários cristãos evangélicos. Porém, a primeira manifestação pública aconteceu quando foi fundada a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), em 1948. Graças ao trabalho de divulgação das Escrituras Sagradas, desempenhado pela SBB, as comemorações se intensificaram e diversificaram, passando a incluir a realização de cultos, carreatas, shows, maratonas de leitura bíblica, exposições bíblicas, construção de monumentos à Bíblia e ampla distribuição de Escrituras.

A SBB – A Sociedade Bíblica do Brasil é uma entidade beneficente de assistência social, de finalidade filantrópica, educativa e cultural. Sua finalidade é traduzir, produzir e distribuir a Bíblia Sagrada, um verdadeiro manual para a vida, que promove o desenvolvimento espiritual, cultural e social do ser humano, provocando, assim, a transformação daquele que com ela entra em contato. Para cumprir a missão de distribuir, de forma relevante, a Bíblia a todas as pessoas desenvolve programas de assistência social em todo o País. Fundada em 1948, construiu sua trajetória com base na missão de "promover a difusão da Bíblia e sua mensagem como instrumento de transformação e desenvolvimento integral do ser humano”. A SBB faz parte de uma organização mundial, as Sociedades Bíblicas Unidas, que está presente em 147 países.

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››