19 novembro 2017

Coral Paulista Ensemble faz apresentações no Espaço Vitória e no Shopping Iguatemi

Maestro Paulo de Tarso durante ensaio na regência do Coral Paulista Ensemble

O Coral Paulista Ensemble, sob a regência do maestro Paulo de Tarso, participará de duas apresentações nesta semana. A primeira será na quarta-feira, (22), Dia Internacional do Músico, no Espaço Vitória (Av. Arthur Nonato, 6127, Jardim Maracanã, em Rio Preto) quando parte do coral estará participando juntamente com o Coral das Pequenas Cantoras. E a segunda apresentação acontece na sexta-feira no piso térreo, ao lado da árvore de Natal, no Shopping Iguatemi, sob o patrocínio da Cultura Inglesa.

 O evento de quarta-feira, segundo o maestro  Paulo de Tarso, será uma noite memorável ao som de Mozart, Beethoven, Verdi e de outros grandes compositores da música erudita. A apresentação contará também com os solos da soprano Miriã Martínez, cantando “O Mio Babbino Caro”, do tenor Norival, cantando “Nessum Dorma” e do baixo Alex, cantando “O Isis Und Osiris”, com acompanhamento especial do coral. Para quem gosta de música clássica é um espetáculo imperdível.

Os convites para a apresentação no Espaço Vitória, que incluiu também um jantar, estão à venda no Instituto Musical Maestro Paulo de Tarso. Mais informações pelos telefones (17) 3231-3700 e  98821-2649.

Já apresentação no Shopping Iguatemi será gratuita graças ao patrocínio da Cultura Inglesa que oferece cursos e certificados para pessoas que buscam não apenas aprender, mas viver o inglês.

Maestro
Com mais de duas décadas de carreira na música erudita, Paulo de Tarso é formado em Música e Regência pela Escola de Comunicação e Artes (ECA) da  Universidade de São Paulo (USP). Apesar de ainda jovem, ele possui um vasto currículo, tendo sido maestro assistente da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (Ospa) ao lado do maestro Isaac Karabtchevsky, além de ter adquirido grande experiência ao reger e trabalhar na Alemanha.

Ele também tem sido responsável por grandes eventos da música clássica em Rio Preto, como a cantata cênica “Carmina Burana”, de Cari Orff, apresentada em 1995, no Sesc, com 200 vozes e 88 instrumentistas. Esse espetáculo reuniu diversos corais de Rio Preto e da capital paulista e marcou a carreira do maestro.

Neste ano ele deu início a um novo e grandioso projeto que busca promover e aprofundar o desenvolvimento musical em Rio Preto e região. Trata-se do instituto que leva o seu nome, instalado no bairro Redentora, e que já conta com mais de 70 alunos. Pessoas de todas as idades têm acesso a uma infinidade de cursos relacionados à música, que vão desde o erudito ao popular.

É projeto audacioso onde a música erudita está no foco desse projeto, junto com o universo da música popular. O projeto envolve parcerias com grupos como a banda The Chambers e o Maestria do Samba. “As pessoas acham que a música popular é mais fácil, mas essa é uma visão errônea. Ela simplesmente é uma outra linguagem musical, que exige aperfeiçoamento constante. Um chorinho bem elaborado, por exemplo, exige muito estudo e trabalho”, comenta o maestro.
Responsável pela parte administrativa e o marketing do Instituto, Maria Laura Younes Buchala destaca que o projeto nasceu diante da valorização dos pais para o contato dos filhos com a arte, em especial a música. “É a oportunidade dos pais contarem com um especialista para diagnosticar o talento musical de seus filhos”. Ela informa que o o projeto nasceu com o nome de Instituto porque sua missão vai além de uma escola de música. Mais que ensinar, o objetivo é promover a projeção artística.
“Criamos um canal no Youtube para a divulgação dos trabalhos dos alunos e, futuramente, queremos instalar um estúdio para produzir materiais para reforçar esse trabalho”, diz. Entre os parceiros do projeto está a Hammer Instrumentos Musicais, que montou um showroom no espaço do Instituto. “O aluno tem até a opção de adquirir o instrumento que usa nas aulas em condições mais facilitadas”, explica ela.
 .



0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››