21 novembro 2017

Cadastramento biométrico não tem prazo obrigatório na região

Cadastramento biométrico já pode ser feito na região, mas é preciso agendar pela internet no seite do TRE-SP
 As eleições serão realizadas só em outubro do ano que vem, mas parece que na internet já estamos em período eleitoral, pelo menos em termos de boatos. Para além das acusações contra pré-candidatos, sempre há aqueles boatos “técnicos” em relação ao pleito como a mentira de que  “voto nulo anula eleição” ou que “as urnas são fraudadas”. 

A mais recente mentira espalhada pelas redes sociais foi de que se as pessoas não realizassem o cadastramento biométrico até o dia 7 de dezembro irão ter de pagar uma pesada multa e teriam ainda seu CPF, RG e sua carteira de motorista cancelados. Essa falsa informação provocou uma corrida das pessoas aos cartórios eleitorais, além de congestionar as linhas telefônicas dos cartórios e dos fóruns, atrapalhando o funcionamento dessas repartições.

Para a chefe do Cartório da 126ª Zona Eleitoral, Juliana Freire dos Santos, a invenção desses boatos é coisa de gente que não tem o que fazer e quer atrapalhar o serviço dos outros. Ela disse que nos últimos dias, os funcionários do cartório praticamente não fizeram outra coisa a não ser atender ligações e pessoas que compareceram assustadas ao local querem saber mais informações para se cadastrarem para a biometria.

Juliana explica que a biometria já existe no Brasil desde a eleição passada e está sendo implantada de maneira gradativa, como aconteceu com a urna eletrônica, em todos os municípios brasileiros. Agora no Estado de São Paulo são somente 85 municípios em que o cadastramento biométrico é realmente obrigatório. “Mas não temos nenhum município da comarca onde o cadastramento é obrigatório neste momento”, informa a chefe do Cartório, acrescentando que para fazer o cadastramento é preciso fazer primeiro agendamento pela internet, como ocorre com a emissão de passaportes.

“O agendamento é necessário para que o eleitor chegue no cartório não enfrente fila e nem perca tempo em espera”, explica Juliana, recomendando, no entanto, que as pessoas façam esse agendamento com certa antecedência e não deixe para fazer isso nas proximidades das eleições, quando os cartórios ficam atarefados com os problemas inerentes do pleito.

Entre as 85 cidades onde o cadastramento biométrico é obrigatório estão Catanduva, Elisiário, General Salgado e Nhandeara. Guarulhos é a maior, com um eleitorado de 903.561. Desse total, até segunda-feira, 407.876 (45.41%) passaram pela biometria. Os eleitores dessas 85 cidades devem fazer a biometria até o prazo estipulado, sob pena de cancelamento do título. Quem se cadastrou, não precisa repetir o procedimento.

Com o título cancelado, o eleitor não poderá tirar passaporte, tomar posse em cargo público, matricular-se em estabelecimento oficial de ensino e obter empréstimo em bancos públicos, entre outros impedimentos.

Nos demais municípios onde a biometria já foi adotada mas o cadastramento ainda não é obrigatório, como na Capital paulista e cidades da região, ainda não há prazo final estabelecido para o comparecimento dos eleitores. Porém, a  Justiça Eleitoral recomenda que os eleitores se adiantem e façam sua biometria para evitar filas no futuro.

A chefe do Cartório da 126ª Zona Eleitoral, Juliana Freire dos Santos

Fachada do Cartório Eleitoral da Zona 126, em Rio Preto

Cadastramento biométrico ainda não tem prazo final para os municípios da comarca de Rio Preto

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››