sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

Aquarela ganha nova área, aumenta produção e vai gerar mais empregos

Funcionário carrega nos braços a cobertura de teto de um dos brinquedos produzidos pela Aquarela Parques


Fundada em 2008, a Aquarela Parques é hoje no Brasil  uma das maiores fabricantes de playgrounds, os famosos parquinhos infantis espalhados por milhares de escolas, praças, ranchos de lazer e condomínios.

Não é de hoje que os parquinhos infantis exercem função deslumbrante para as crianças. Durante muito tempo, eles foram associados à necessidade da criança extravasar suas energias. Mas ele é muito mais que isso. Pois é nele que as crianças aprendem de fato. Onde tudo e mais um pouco é possível. Como construir, por exemplo, como para explorar, escalar, subir, escorregar, pular, criar novos desafios e para socializar com os amigos.

Foi pensando nisso que Sebastião de Souza Rolim resolveu investir e montar seus primeiros playgrounds. Inicialmente ele trabalhava com eucaliptos e madeira tratada para confecção dos brinquedos. Mas com o tempo, com chegada dos filhos Rafael e Melciane na empresa, mais ajuda imprescindível da esposa Nelci, a empresa começou a pensar na natureza e mudou a linha de produto, passando a utilizar matéria prima ecologicamente correta e mais segura.

Por conta de tanto movimento, esses brinquedos precisam ser extremamente robustos e resistentes. E a opção encontrada pelos proprietários da Aquarela Parques foi a madeira plástica. Este material é feito com reciclagem de vários tipos de plástico e passa por uma série de processos químicos de forma a manter um visual idêntico à madeira natural.

Madeira plástica

O material é super-resistente às intempéries do tempo, sol, chuva, não corrói ou empena e nem sofre com o ataque de insetos, fungos ou bactérias. Além disso, não solta lascas ou farpas. A madeira plástica é pigmentada em sua produção e dispensa pintura. Esse detalhe facilita muito a manutenção e a limpeza.

Devido à tecnologia empregada na sua produção, a madeira plástica costuma ser pouco mais cara que outras opções. Mas sua durabilidade, resistência e qualidade compensam os valores, resultando em ótima relação custo-benefício.

Por sua inovação tecnológica a empresa foi premiada pela ACIRP (Associação Comercial e Industrial de Rio Preto) em 2017 como uma das melhores indústrias da região. São mais de 750 cidades em quase todos os Estados brasileiros que possuem playgrounds da Aquarela.

Nova unidade
A fábrica instalada no Distrito Industrial de Nova Aliança numa área de 2.400 metros quadrados,  produz mais de 600 unidades de playgrounds por ano gerando empregos diretos para mais de 50 pessoas. A partir de 2020, deverá dobrar sua produção. A empresa ganhou uma área de 2.700 metros quadrados da prefeitura para instalar sua nova unidade. “Com a nova área vamos aumentar nossa produção e gerar mais empregos”, informa Nelsi Moreira Rolim, que cuida da parte de vendas da empresa.

No próximo ano a empresa chegará com seus produtos na China. As primeiras peças para exportação começam ser produzidas em janeiro.  Em uma cartilha distribuída para as prefeituras, clubes recreativos e condomínios, seus principais clientes, a Aquarela dá as dicas para os cinco brinquedos que não podem faltar num playground:

Escorregador: O escorregador é um dos brinquedos favoritos entre crianças e todo parquinho possui um. Os pequenos adoram a sensação de aventura ao descer por ele.

Balanço: O balanço é outro item clássico amado pelos pequenos. O balanço proporciona a sensação de liberdade, com o vento batendo no rosto da criança.

Gangorra: A gangorra também é um brinquedo tradicional e excelente para proporcionar interação entre as crianças, uma vez que não é possível brincar nela sozinha. Existem opções em formato de bichinhos ou objetos, como carros, que são super lúdicos.

Gira-gira: O gira-gira é diversão garantida e boa opção para interação, já que pode ser usado por várias crianças ao mesmo tempo.

Casinha: A casinha é outra diversão interessante. Toda criança adora brincar numa casinha com portas e janelas pequenas. E se for em cima de uma árvore, melhor ainda. A casinha serve para explorar a criatividade e a imaginação das crianças.

Obras de construção da segunda unidade onde estão sendo investidos mais de R$ 1,5 milhão

Mais de R$ 1,5 milhão está sendo investido na construção da segunda unidade da Aquarela Pasrques
Prefeito Vandil acompanha pedreiro na construção da segunda unidade da Aquarela Parques
Prefeito Vandil e esposa são recebidos por Rafael e por Nelci Moreira Rolim na sede da Aquarela Parques
Nelci mostra Diploma recebido pelo Prêmio Acirp como uma das melhores indústrias da região
Funcionário carrega nos ombros o teto para a cobertura de um dos brinquedos do playground

Prefeito Vandil escuta atentamente explicações de Rafael sobre o funcionamento da empresa

Funcionários despejam politileno em uma das formas que irá ingressar no forno com 300 graus

Politileno é despejado nas formas antes de ingressar no forno aquecido
A pigmentação é feita antes da peça ser colocada dentro do forno
Fernando mostra a grande quantidade de escorregadores esperando o caminhão de entrega

Coberturas para os playgrounds na fábrica da Aquarela Parques

Prefeito Vandil visita as instalações da fábrica Aquarela e está contente com os resultados

Diretor da fábrica explica ao prefeito que a produção vai dobrar e a geração de empregos também


0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››