segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Loja Maçônica em Potirendaba levará nome de Mário Proietti

Luis Henrique Montemor Fortes, tendo ao fundo Grão-Mestre Adjunto Tomaz Alves Cangerana, durante anúncio da fundação da Loja Maçônica Mário Proietti em Potirendaba



Fundada recentemente na cidade de Potirendaba a Loja Maçônica que levará o nome de Mário Proietti. Ele morou em Potirendaba e ocupou o cargo mais alto da Maçonaria: o de Grão-Mestre. O cartorário Luis Henrique Montemor Fortes assumiu provisoriamente a presidência da nova instituição, filiada à Grande Loja Maçônica do Estado de São Paulo (GLESP).

Mário Proietti nasceu em Santa Ernestina, mas sua família mudou-se quando ele ainda criança para Potirendaba, onde iniciou sua carreira profissional como auxiliar de farmácia, tornando-se mais tarde prático na profissão.

Com 20 anos de idade desembarcou em São Paulo, onde conheceu Fernanda Marvão, com quem teve os filhos Berenice e Domingos. Depois atuar em diversas empresas aposentou-se como gerente de uma empresa têxtil.

Proietti ingressou na Maçonaria em 1951 na Loja Perfeita Amizade, onde ocupou o cargo de presidente por três vezes. Permaneceu ativo e assíduo frequentador até sua morte em 2014, aos 96 anos.

Em junho de 1980 assumiu o cargo de Grão-Mestre e durante sua gestão desenvolveu programa de visitações semanais à todas lojas maçônicas. Ajudou a fundar 40 lojas maçônicas e encerrou seu mandato, totalizando 220 lojas.

Homenagens

Após sua morte, o deputado Antonio Salim Curiati (PP) propôs e teve aprovação na Assembléia Legislativa para denominar o túnel no Km 49 da Rodovia dos Imigrantes com o nome de Mário Proietti. 

Em sua justificativa, Curiati lembrou que ele recebeu ao longo de suas atividades inúmeras condecorações, honrarias, placas, medalhas e homenagens. E destacou que Mário Proietti “era homem respeitado dentro de seu meio, combativo, incansável e destemido na defesa dos injustiçados e perseguidos pela política da época, jamais se deixando intimidar por quem quer que fosse”.

O maestro Maércio Amato, autor do Hino de Potirendaba, sobrinho de Mário Proietti recebeu com muita satisfação a notícia de que seu tio emprestará o nome para a instituição. “Meu tio era uma pessoa muito inteligente e merece essa homenagem”..

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››