quinta-feira, 11 de julho de 2019

Vivaldo Mendes Vieira assume como presidente da Academia de Letras

Moacir Alves Borges transmite o cargo de presidente da Academia para Vivaldo Mendes Vieira


Durante o feriado do último dia 9, o acadêmico Vivaldo Mendes Vieira, morador de Olímpia, tomou posse como novo presidente da Academia Rio-pretense Maçônica de Letras. A instituição completou nesse dia 18 anos de fundação e ainda mantém entre seus fundadores os acadêmicos Alberto Gabriel Bianchi e Eduardo Hernandes Couto

A Academia é uma instituição civil literária, com personalidade jurídica, e tem por finalidade trabalhar pelo progresso da cultura e das letras maçônicas em geral. Entendendo que a educação e cultura são caminhos ideais para que uma nação se desenvolva, a Academia luta por todas as formas e modos a seu alcance, como a realização de pesquisas, estudos, seminários, congressos e conferências maçônicas, permanentes ou por solicitações de entidades maçônicas, cientificas, literárias, públicas ou particulares.

Vivaldo Mendes Vieira substituiu na presidência o médico Moacir Alves Borges, que deixou o cargo afirmando que estava com a consciência tranquila pelo dever cumprido à frente da Academia Rio-pretense Maçônica de Letras.


Alberto Gabriel Bianchi, um dos fundadores ainda presente nos quadros da Academia, junto com Eduardo Couto

Médico Moacir Alves Borges deixou a presidência da Academia, após dois anos de mandato

Vivaldo Mendes Vieira faz seu discurso de posse como novo presidente da Academia

Membros da Academia Maçônica Rio-pretense de Letras

Parte dos membros da Academia Maçônica Rio-pretense de Letras

Moacir Alves Borges recebe cartão de prata de Vivaldo Mendes Vieira

As duas primeiras-damas que saem e que entram na Academia de Letras

Osmar Cardin discursa na Academia de Letras

O novo presidente faz pose ao lado dos acadêmicos Rogério e Celso

O acadêmico Eduardo Couto, um dos fundadores, foi o responsável pela preparação do risoto e do peixe servido no almoço

Almoço regado a vinhos selecionados pelos acadêmicos

O acadêmico Udibel Costa, ex-governador do Rotary, também faz parte da Academia de Letras

Vivaldo e Moacir se abraçam, durante a transmissão do cargo de presidente

Flávio Amaro preside a reunião e dá as ordens durante a solenidade

Moacir e Bianchi cumprimentam Elcio Finato

Um comentário:

  1. Realmente foi uma solenidade marcante, coroada pela presença das cunhadas,covidados e delicioso almoço preparado pelo
    Acadêmico Eduardo Hernandes.Parabens e sucesso ao novo Presidente e sua Diretoria. Flávio Amaro/Cadeira 18.

    ResponderExcluir

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››