domingo, 23 de junho de 2019

Grupo Pirilumes brilha com a estreia do espetáculo “A Moda é Viola”

Um espetáculo de luzes, cores e música de excelente qualidade jamais visto no Parque Estoril



Estreou sábado (22) o espetáculo “A Moda é Viola” no Espaço Green Gold, em São José do Rio Preto, que marcou o lançamento do Grupo Pirilumes e a comemoração dos 65 anos de atividades do GTR (Grupo Teatral Rio-pretense). A maioria das pessoas que compareceu garante ter visto um dos melhores espetáculos musicais dos últimos tempos na região.

Segundo o advogado Manoel Neves Filho, narrador e diretor artístico do grupo, o espetáculo foi uma adaptação do livro “A Moda é Viola – Ensaio do Cantar Caipira”, do jornalista e escritor Romildo Sant’Anna, que fala sobre as modas de viola, suas origens e trajetórias. Pirilumes, nome do grupo, é sinônimo de vagalume e de pirilampo, insetos pertencentes à família dos lampirídeos caracterizados por emitirem raios luminosos e brilharem no escuro.

O objetivo do grupo, que tem em sua composição a maioria do famoso grupo musical Os Raizeiros, é valorizar a música sertaneja raiz pelo com trabalho teatral em prosa e poesia. As narrativas buscam tocar, com profundidade, o sentimento e as reminiscências do passado de todos que tem suas origens nos campos.

A primeira música que abriu o repertório foi “Escolta de Vagalumes”, composição de Zezeti e de Luiz Carlos Garcia, gravada por Sérgio Reis, Almir Sater, pelas duplas Tião Carreiro e Pardinho e Rick & Renner, entre tantos outros astros da música sertaneja.

O Grupo Pirilumes é composto por músicos instrumentistas reconhecidos no segmento musical, artístico e teatral. No elenco estão dois paraguaios Arsênio Nuñes, considerado como um dos melhores tocadores de harpa no mundo, e Julian Vera Dias, cantor e violonista. Outro famoso integrante do grupo é o professor e produtor artístico José Cunha Mourão, o conhecido Mestre Boca, que faz no meio do espetáculo um show a parte. Edson Pereira Pinto, Marcos Alvares, Jair de Oliveira e Valter Furlaneto, todos experientes e competentíssimos músicos integram o elenco. O figurino, que inovou, foi desenvolvido por Elizandra Gabriel e a produção é de Marcos Lima.

 Repercussão

O show de estreia do Grupo Pirilumes lotou o salão de festas do Espaço Green Gold , novo salão de festas do Centro Social do Parque Estoril. O local se tornou pequeno para acomodar mais de 300 convidados para assistir um espetáculo de som, luzes e música de qualidade retratada de uma forma diferente, jamais vista na região.

O empresário Norival Alves Tosta, um dos sócios da empresa Nível Vistoria, falou em alto e bom som, para quem quisesse ouvir, que era aquele um dos melhores espetáculos dos últimos tempos. “Valeu a pena ter vindo”, afirmou o advogado João Pedro de Caravlho, que saiu de Ubarana para assistir o espetáculo.

O ex-promotor, ex-secretário da Habitação e renomado advogado Fernando Fukasawa aplaudiu efusivamente todas as músicas apresentadas. “Foi um espetáculo maravilhoso”, comentou com os amigos. Ao lado dele o secretário municipal dos Negócios Jurídicos, Adilson Vendroni, também era só sorrisos e aplausos, mostrando satisfação de estar assistindo um espetáculo de alto nível.

O empresário Milton de Carvalho, da Hidraurio – Materiais para Construção, é um dos principais incentivadores do novo grupo. “Músicos com esse padrão de qualidade é difícil de ter igual em nossa região. Todos são muito bons no que fazem e se propõe a fazer. E nós temos que incentivar e aplaudir”, afirmou.

Quem também compareceu ao lançamento do espetáculo foi o diretor da Casa de Cultura de Rio Preto, o artista plástico Jocelino Soares, que revelou ter abraço e cumprimentos do prefeito Edinho Araújo. “Estivemos com o prefeito ontem e ele me pediu para cumprimentar a todos e para informar sobre o Festival de Música Caipira que a Secretaria da Cultura vai promover neste ano”, disse, informando que as inscrições podem ser feitas até o dia 15 de julho.

Prêmio

Antes mesmo de sua estreia nacional, o espetáculo “A Moda é Viola” já foi contemplado pelo Prêmio Nelson Seixas de fomento à cultura na categoria circulação. O Prêmio Nelson Seixas é um programa de fomento à cultura da Prefeitura de Rio Preto, por meio da Secretaria Municipal de Cultura. Neste ano foram contemplados 48 projetos artísticos.
A cerimônia de entrega aconteceu no última dia 17, no Teatro Paulo Moura, na Swift. Como no Oscar, todos os inscritos foram convidados para a cerimônia e só na hora os premiados foram anunciados. Neste ano, 165 projetos foram habilitados.

O programa prevê premiação em dinheiro para a produção em 12 diferentes modalidades: artes visuais, artes audiovisuais, plástica, fotográfica, cultura hip hop, cultura negra, cultura popular, escolas de samba, dança, festivais e mostras independentes, literatura, música e teatro/circo. Os valores oferecidos são entre R$ 10 mil e R$ 50 mil, totalizando cerca de R$ 1,5 milhão. Além do incentivo financeiro, o premiado recebe o troféu Nelson Seixas, criado pelo artista plástico rio-pretense Beto Carrazone.

Logo na entrada do evento cachaça e licores para recepcionar os convidados

Manoel Neves atuou com apresentador e narrador dos causos caipiras

Salão do Gold Green ficou completamente lotado

Grupo inovou no figurino com várias trocas de roupas no palco

Capitão Sá compareceu com a esposa e filha no evento

Dr. Fajardo e esposa marcaram presença no espetáculo

Nem o frio espantou o público...

Dona Vilma, da Hidraurio, comandou animada mesa com amigas

Com salões lotados o Gard Green tornou-se pequeno para receber tanta gente

Um espetáculo de som e luzes encantou a todos

Público cantou junto diversas músicas com o conjunto
Show foi contagiante e mexeu com o público presente

As luzes no palco foi um show a parte

O ex-promotor de Justiça Fernando Fukasawa e o secretário dos Negócios Jurídicos Adilson Vendroni marcaram presença

José Roberto Luize, da Loja Canhoto Pneus (primeiro plano) marcou presença no show

Manoel Neves dá destaque ao paraguaio Arsênio com sua harpa

O paraguaio Arsênio é considerado como um dos melhores tocadores de harpa do mundo

Gente bonita e simpática estava por todos os lados do salão

Milton de Carvalho, da Hidraurio, comandou mesa de amigos e empresários da alta sociedade

Milton de Carvalho, da Hidraurio, fez questão de levar seu abraço ao músico Marcel

Mestre Boca é abraçado no final do show por Adilson Vendroni e Fernando Fukusawa

Mestre Boca foi bastante cumprimentado por sua atuação no palco

Sandra e Paulinho da Porcada de Bady Bassitt ladeiam casal de amigos com o Mestre Boca

As selfies com os artistas do grupo Pirilumes foram feitas por toda a parte, após o espetáculo

Sandra, Paulinho, Fukusawa e Vendroni com casal de amigos

A iluminação do evento foi um espetáculo a parte

Pessoal da Maçonaria rio-pretense se fez presente em massa no evento

Lindas mulheres em mesa comandada por Lucilene Tosta prestigiaram o evento

Sorrisos contagiantes por todos os lados, mostrando a alegria de quem assistiu o show

Público se divertiu com os causos e piadas contadas no palco pelos artistas

Essa turma fez questão de ficar na primeira fila para assistir tudo bem de perto


Os paraguaios Arcênio e Juan também deram um show à parte no espetáculo

Foi difícil achar algum lugar vazio. Todas as cadeiras estavam ocupadas e teve gente que precisou assistir o show em pé

Com todos os assentos ocupados teve quem precisou assistir o espetáculo em pé


Os aplausos eram constantes e espontâneos

Público cantou junto com o conjunto diversas músicas

Os efeitos da iluminação no palco também refletiam no público

O espetáculo agradou principalmente o pessoal mais antigo

Público prestou atenção do começo ao fim e não arredou o pé do local

Teve quem cantou junto, pois a maioria das músicas eram conhecidas do público

O serviço de buffet também foio perfeito e serviu a todos com muita presteza

Os aplausos eram constantes e muitos se emocionaram com as músicas

O grupo tocou músicas para todos os gostos e idades

O sorriso dessas mulheres mostra a aceitação do público para o espetáculo do Pirilumes

Casal muito simpático fez questão que registrasse sua presença no show do Pirilumes

Osmar Cardin e a esposa Alice são fãs dos músicos do Pirilumes

Esse casal conhecia quase todas as músicas tocadas e cantadas pelo Pirilumes



Jocelino Soares com esposa. Ele é diretor da Casa de Cultura e subiu ao palco para representar o prefeito Edinho Araújo


Mesa comandada por Fukasawa e por Adilson Vendroni


Não faltaram aplausos a todo instante para a apresentação dos artistas 

Há muito tempo na ativa como bancário, Tião Bola é fã da música caipira

A todo tempo o público cantava junto os sucessos apresentados pelo grupo Pirilumes

As músicas apresentadas agradaram esse casal do começo ao fim do espetáculo

Fatiminha, Célia Rufino, Lucelena Tosta e Miriam em mesa super animada das mulheres

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››