sábado, 11 de maio de 2019

Prefeitura vai plantar 106 mil árvores para formar floresta em Rio Preto

Reunião no gabinete do prefeito Edinho Araújo para assinatura de contrato para a implantação da Floresta do Noroeste


A Prefeitura de Rio Preto, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, assinou na tarde de quinta-feira, dia 9, a ordem de serviço para o início do plantio, preservação e manutenção de 106.408 árvores de diversas espécies na área do antigo IPA, atual Floresta Estadual do Noroeste Paulista.

A área, que possui 63,844 hectares, receberá um investimento de R$ 1.853.676,22, além do plantio, a empresa contratada, Sartori Comércio e Paisagismo Ltda, de Presidente Prudente, também terá que fazer a manutenção do espaço até final da vigência do contrato.

No contrato está previsto ainda que não será permitida a mortalidade de mudas superior a 3% do montante plantado, ou seja, a empresa será obrigada a fazer o replantio se esse índice for superior aos 3%.

De acordo com o prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo, esse é um importante passo para a cidade, uma vez que essas árvores ajudarão a cidade como um todo.

“Vai contribuir para o clima da cidade que é quente e seco, com a diminuição da quantidade de partículas no ar, com a preservação dos recursos hídricos, com a preservação da fauna e flora ali abrigadas e com o fortalecimento do mecanismo de proteção à Estação Ecológica do Noroeste Paulista”, disse o prefeito.

De acordo com a secretária de Meio Ambiente e Urbanismo, Kátia Penteado, a preparação do solo para o plantio deve ser iniciado imediatamente após a assinatura da ordem de serviço e o prazo de conclusão é de 18 meses, ou seja, a expectativa é que seja finalizada em novembro de 2020.

“Este plantio atende as metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável através do ODS 13 – Ação contra a mudança global do clima (Tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos) e ODS 15 – Vida terrestre (Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade). Estamos fazendo a nossa parte”, conclui a secretária.

A secretária explica ainda que  a ação atende o cumprimento do Termo de Compromisso de Recuperação Ambiental - TCRA nº 98.515/2016, firmado com a CETESB, referente a diversas obras realizadas em Rio Preto nas gestões anteriores, dos anos de 1998 até 2016.


0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››