domingo, 19 de maio de 2019

Feijoada descontraída marca o primeiro evento em prol do Lar Moises Natalino

Parte do grupo de voluntários que ajudou na realização da 1ª Feijoada Beneficente em prol do Lar Moises Natalino


Uma festa descontraída, com muita alegria, farta comida, cerveja gelada e prêmios, muitos prêmios. Assim foi a 1ª Feijoada Beneficente em pról da construção do Lar Moisés Elias Natalino em Bady Bassitt.

Realizada debaixo de árvores frondosas, no sítio da família Teodoro, o evento contou com a participação de cerca de 50 voluntários, desde os cozinheiros, garçons, atendentes de caixas e até os músicos que tocaram de graça na festa.

Um folder entregue a todos os participantes, logo na entrada do evento, informava como surgiu a ideia de se construir um lar para idosos no município. Foi numa reunião de amigos que o contador Moisés Natalino, dono de um riso contagiante e coração imenso, questionou e aventou a possibilidade de se construir um lar para abrigar idosos, onde eles passassem o dia se exercitando e fazendo atividades que eles gostassem, como pinturas, jogos, tocar instrumentos musicais, cuidar de hortas ou mesmo mexer com informática para se entreter.

A ideia de Natalino foi logo abraçada por vários amigos e ganhou folego com a ajuda do empresário Messias Sabino, do Grupo Fama, que se prontificou a estar a frente desse projeto, após a morte de Moises Natalino, que contraiu a gripe H1N1 e faleceu depois de 73 dias de internação num hospital.

Idosos são 14% da população

No mundo inteiro é cada vez maior o número de idosos. A preocupação da sociedade é grande e dos governantes parece que nem tanto. Praticamente nenhum representante do Poder Executivo e do Legislativo - com exceção do vereador Marmitão - esteve presente no evento beneficente em prol da construção do Lar Moisés Elias Natalino.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que em 2000 a população idosa com mais de 60 anos era de 14,5 milhões de pessoas, registrando aumento de 33,5% ante os 10,7 milhões em 1991. Hoje esse número ultrapassa os 29 milhões, ou seja são 14,3% da população brasileira. E a expectativa é que, até 2060, este número suba para 73 milhões com 60 ou mais, significando aumento de 160% ou mais, significando aumento de 160% na população idosa.

Estudos revelam que a população brasileira cresceu cinco vezes nas últimas seis décadas (1950-2010) e o número de idosos cresceu 16 vezes. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a população mundial de idosos vai passar dos atuais 841 milhões para 2 bilhões até 2050.

A festa foi também um reencontro de amigos e companheiros do Rotary Clube de Bady Bassitt

Teve fartura de comida e bebidas

O construtor Betão se fez presente junto com a família

Torresminho e a couve flor foram acompanhamentos que fizeram sucesso na feijoada

Pessoal além da boa comida pode conversar debaixo de frondosas árvores

Teve gente que repetiu o prato por mais de quatro vezes...

Clima ajudou e ficou ameno durante todo o evento

Teve voluntário que literalmente colocou a mão na massa para preparar o terreno da festa

O tradicional torresminho frito foi sucesso na festa

Vereador Marmitão junto com Selmo ajudaram na cozinha

Messias Sabino trabalhou muito e só foi experimentar a feijoada quase no final da festa

A advogada Karina Perissotto ajudou na organização do bingo

Folder explicando como surgiu idéia de construir o Lar foi distribuído para todos participantes

Nomes das empresas patrocinadoras ficaram expostos em uma placa logo na entrada do evento

Várias empresas ajudaram no patrocínio da Feijoada

Alcides, do grupo Fama, com a esposa fez questão de marcar presença no evento

Turma que tomou conta do bar do evento

Carlão e o jornalista Bonfim ajudaram como voluntários no evento

Guaraná Poty e cerveja Império Puro Malte ajudaram com bonificações para o evento

Jucceila e Cristiani, duas voluntárias que trabalharam muito na organização dessa festa

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››