sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Colônia se emociona com o Memorial Árabe

Descendentes dos primeiros imigrantes aprovaram a praça

Com a presença de mais de 300 pessoas descendentes de imigrantes sírios e libaneses, a Prefeitura de Rio Preto inaugurou nesta quinta-feira, 27, o Memorial dos Povos Árabes, projetado numa praça próxima à avenida José Munia, com a presença do embaixador da Síria Mohamad Khafif, do prefeito Edinho Araújo, do presidente da Câmara Jean Charles Serbetto e secretários de governo, além de lideranças da colônia.

Em nome da comunidade árabe rio-pretense, discursou o presidente do Clube Monte Líbano, Nadim Cury, provedor da Santa Casa de Misericórdia de Rio Preto, que também falou da primeira grande obra dos libaneses, o Clube Monte Líbano, fundado em 1930 com o nome de Coligação Libanesa, citando os nomes dos fundadores. “Agradeço ao meu pai por ter escolhido esta cidade abençoada para formar sua família,” disse.

 Presentes também dois líderes históricos da comunidade árabe em Rio Preto, os comerciantes Hassan Akad (o Salim do Kiberama) e Tarek Sarout (Café Conte, conhecido como "Senadinho" de Rio Preto), que não mediram esforços em mobilizar os ‘patrícios’ para trabalhar em parceria com a Prefeitura. “A praça é um sonho que tem sete anos. Agradeço, emocionado, a Deus e à comunidade rio-pretense que permitiram essa obra. O pórtico na praça representa que Rio Preto abriu as portas para os imigrantes e estamos todos juntos hoje,” disse Sarout.

Representou a Unesp a diretora Maria Tercília Oliveira. Presentes também figuras expressivas da medicina, empresariado, universidades, com ascendência árabe, como os médicos João Roberto Antonio, Toufic Ambar (Faceres), os irmãos Atique (Unirp), Paulo Sader (Acirp), Umar Buchala (empresariado), as irmãs Fátima e Iolanda, filhas do imigrante Fadl El Haj (falecido), além de uma nova geração que veio da Síria, como a família Obeid. Uma das figuras mais abraçadas era David Kerbauy, prestes a completar 100 anos, pai da ex-diretora regional da Educação, Leila Kerbauy.

O embaixador Khafif se disse encantado com a acolhida rio-pretense. “Não é algo novo o Brasil homenagear os árabes, temos o mesmo espírito de hospitalidade. Nessa oportunidade, agradeço ao Brasil por ter abraçado e acolhido bem os árabes. Somos muito orgulhosos da nossa histórica relação com este país que começou no final do século 19, início da imigração,” disse.

O médico Toufic Ambar, acompanhado da mãe Leila, nascida em Kfair, Líbano, achou a cerimônia tocante. “A história de Rio Preto está intimamente ligada ao povo árabe, que ajudou a construir a cidade, e a praça veio coroar este bonito relacionamento,” afirmou.

O descerramento da placa e a apresentação do grupo de dança do ventre do Monte Líbano fecharam o evento. Durante o evento anunciaram que essa será a primeira de uma série de praças e monumentos em homenagem às colônias estrangeiras que ajudaram a formar a cidade de São José do Rio Preto. A próxima será a da Colônia Espanhola, a ser construída defronte ao Plaza Shopping.

Embaixador faz visita de cortesia ao prefeito

Na manhã desta sexta-feira, 28/9, o embaixador Mohamad Khafif fez uma visita de cortesia ao prefeito Edinho Araújo, no gabinete da Prefeitura, oitavo andar, acompanhado do empresário Tarek Sarout.

O prefeito falou dos índices de desenvolvimento de Rio Preto e lembrou da alegria da inauguração da praça na véspera, quinta-feira, 27.

O embaixador Khafif afirmou que era um encontro de amigos, e que os verdadeiros embaixadores árabes são os descendentes dos imigrantes que hoje habitam a cidade. E ainda ganhou doces de Engenheiro Schmitt, oferecidos pela Prefeitura. À tarde, Khafif compareceu a uma reunião na Acirp, encerrando seu roteiro com uma visita ao Hospital de Base, Clube Monte Líbano e Represa Municipal.









0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››