sexta-feira, 25 de maio de 2018

Morre aos 74 anos J.Hawilla, dono da TV Tem

J.Hawilla falece aos 74 anos e deixa fortuna para a família


O empresário J.Hawilla faleceu hoje (25) em São Paulo. Delator do “Caso Fifa” nos Estados Unidos, pivô do escândalo que revelou a participação e culminou com a prisão dele e de vários dirigentes em crimes de corrupção no futebol mundial, J. Hawilla era dono da empresa de marketing esportivo Traffic e da TV Tem, rede de televisão com emissoras em Bauru, Sorocaba, Itapetininga e São José do Rio Preto, afiliadas da Rede Globo. Também foi proprietário da rede de jornais Bom Dia, com circulação simultânea em São José do Rio Preto, Bauru, Jundiaí, Sorocaba, Fernandópolis e ABC paulista.

Nascido em São José do Rio Preto, em 1943, ele estava internado no hospital Sírio Libanês, onde se tratava de um câncer na garganta e sofria de problemas pulmonares. O velório será em São Paulo e o enterro está previsto para às 17h30 no cemitério Gethsêmani.

Descendente de família libanêsa, José Hawilla iniciou sua carreia como locutor na equipe esportiva da Rádio Rio Preto (PRB-8) em 1958, sob o comando de Rubens Muanis. Depois atuou até 1962 na Rádio Independência AMA e 1967 foi contratado pela Rádio e TV Bandeirantes, de São Paulo e posteriormente pela TV Globo para atuar como apresentador e chefe do Departamento de Esportes ao lado de Osmar Santos. Atuou ainda como colunista nos jornais Correio da Araraquarense, Diário da Região e Diário da Tarde.

Como dono da Traffic, confessou à Justiça Americana que tinha, desde 1991, a prática de pagar propinas por contratos de direitos de transmissão de competições oficiais. Réu confesso no processo sobre corrupção no futebol, J.Hawilla ainda afirmou à Justiça ter consciência que a prática era ilegal.

Documentos liberados pela Justiça Americana relata as confissões do empresário. Ele confessou o pagamentode propinas aos dirigentes da Fifa e da Conmebol. Segundo os documentos, os direitos de transmissão de competições como a Copa América, Copa Ouro e a Copa do Brasil, além de patrocínios da Seleção Brasileira, foram determinados por meio de propinas.

DJ. Hawilla deixa esposa, três filhos e seis netos.

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››