sexta-feira, 25 de maio de 2018

Guilherme Boulos visita Rio Preto em pré-campanha a presidente


 
João Paulo, Boulos e Valente são recebidos por Carlos Alexandre na porta de entrada da San Martin
O filósofo e psicanalista Guilherme Boulos esteve nesta sexta-feira em São José do Rio Preto. Pré-candidato à Presidência da República pelo PSOL ele passou o dia na cidade, acompanhado dos deputados Ivan Valente (federal) e João Paulo Rillo (estadual). Visitou o Hospital de Base, percorreu indústrias e bairros da cidade e no final da tarde esteve na sede da empresa San Martin para um bate-papo com alguns empresários e correligionários.

Boulos defendeu que se faz urgente a realização da  reforma tributária no Brasil. “Isso se faz também pensando no financiamento do Estado”, disse. “Hoje esse financiamento é de uma injustiça tamanha. Só quem paga imposto no Brasil é pobre e classe média. Os super-ricos não pagam. É preciso uma reforma tributária progressiva, em que rico comece a pagar imposto no Brasil, com taxação de grandes fortunas, imposto sobre lucros e dividendos. Essa reforma, para nós, é chave. Quem tem mais, paga mais, e quem tem menos, paga menos. Pode até aumentar a faixa de isenção do Imposto de Renda, mas é preciso criar novas faixas. Não é razoável que um professor universitário ou um médico paguem a mesma alíquota que o Neymar ou que o CEO de uma grande corporação. Isso gera uma arrecadação importante ao mesmo tempo que faz justiça e enfrenta a desigualdade”.

Trajetória
Aos 20 anos, Guilherme Boulos deixou a casa dos pais, um casal de médicos professores da Universidade de São Paulo (USP), para ir morar na ocupação Carlos Lamarca, em Osasco (SP), onde 2 mil sem-teto acampavam em um terreno de 600 mil metros quadrados. Começava ali a transformação do militante estudantil em porta-voz da luta pela moradia no país, uma trajetória que hoje, 15 anos depois, o guindou à pré-candidatura à Presidência da República pelo PSOL.








0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››