segunda-feira, 16 de abril de 2018

UFSCar oferece especialização em Fisioterapia Neurofuncional

    Interação entre os alunos durante atividades do curso

O tratamento de pessoas acometidas por doenças que atingem o sistema nervoso, como Parkison, Esclerose Múltipla e Síndrome de Guillain Barre, envolve profissionais de diversas áreas, entre eles o fisioterapeuta neurofuncional, cuja atuação está em pleno crescimento no Brasil.

As doenças neurológicas, sejam as genéticas ou as causadas por traumas, como um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e outras lesões, podem incapacitar uma pessoa a se movimentar normalmente, e a Fisioterapia Neurofuncional visa restabelecer a capacidade do indivíduo em exercer atividades cotidianas, ou tornar o paciente o mais independente possível.

A professora Anna Carolyna Lepesteur Gianlorenço, do Departamento de Fisioterapia (DFisio) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), explica que o envelhecimento da população e um número cada vez maior de fatores de risco, como as doenças crônicas - hipertensão, diabetes, obesidade -, têm provocado o aumento das doenças neurológicas e, consequentemente, aumentado a procura por fisioterapeutas especializados na área.

Com o objetivo de capacitar fisioterapeutas para atuarem nos diferentes níveis de tratamento das doenças neurológicas, a UFSCar oferece o curso de especialização em Fisioterapia Neurofuncional. Entre outras, os alunos do curso desenvolverão competências como a comunicação. "É essencial que o fisioterapeuta trabalhe a comunicação na equipe multiprofissional numa atitude humanizada e integrada", afirma Gianlorenço.

As inscrições estão abertas no site www.neurofuncional2018.faiufscar.com e as vagas são limitadas. A pós-graduação terá início no dia 1º de maio e as aulas teóricas e práticas serão ministradas por professores renomados para turmas reduzidas. Mais informações também na página do curso na Internet.

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››