sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Sindicato dos Bancários realiza eleições no dia 27 para eleger diretoria


Marcada para o dia 27 de fevereiro, terça-feira, as eleições para a escolha da Diretoria Administrativa, Conselho Fiscal, Conselho Consultivo e Representantes do Sindicato Sindicato dos Bancários de Rio Preto junto à Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul, é uma das etapas mais importantes para a continuidade das ações da entidade. Embora esteja na disputa apenas uma chapa, é importante a participação da categoria, que é uma das maiores e mais atuantes do Brasil.
A eleição do Sindicato se realiza em meio a uma enorme crise política e econômica com a intensificação dos ataques orquestrados às organizações dos trabalhadores. Os banqueiros, que financiam políticos, querem acabar com as conquistas e direitos dos trabalhadores.
Arrocho salarial, fechamento de centenas de agências, reestruturações nos bancos públicos, demissões em massa, terceirização, reforma da Previdência e trabalhista, fim da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) e dos direitos conquistados com muitas lutas e greves. Essa é a situação em que a categoria bancária se encontra no momento.

Os bancários são uma categoria fundamental em um regime dominado pelos tubarões do sistema financeiro e precisam ter um papel de destaque na luta contra a política reacionária contra os direitos dos trabalhadores. O sindicato luta contra a privatização dos bancos públicos, que poderão impor mais desemprego para a categoria. Somos contra a terceirização dos serviços bancários e contra as demissões inconsequentes.

O presidente do Sindicato, Aparecido Roveroni, destaca a importância da presença dos associados nestas eleições para o fortalecimento da entidade. Ele lembra que diante da atual conjuntura política e econômica do Brasil, com projetos no Congresso Nacional que visam acabar com a aposentadoria, com os direitos trabalhistas e com os bancos públicos, é fundamental manter o sindicato unido e fortalecido. “Unidos somos forte”, afirma. “É importante que todos os bancários e bancárias votem e acompanhem o processo eleitoral do nosso Sindicato. Se tivermos uma eleição com comparecimento maciço da categoria reforçaremos o caráter democrático e participativo da nossa entidade e categoria”.

De acordo com os Estatutos é necessária a presença de pelo menos 60% dos associados para que as eleições, no dia 27 de fevereiro, tenham validade. Se não atingir esse número já estão convocadas novas eleições para o dia 13 de março, com exigência de 50%, dos associados, e, caso não alcance o quórum, outra no dia 29 de março com 40% dos associados.

Nesta eleição serão escolhidos os membros da Diretoria Administrativa, composta por 19 titulares e igual número de suplentes, o Conselho Fiscal constituído por três titulares e três suplentes, 15 membros do Conselho Consultivo e dois representantes, e respectivos suplentes, do Sindicato junto à Federação dos Bancários de São Paulo e Mato Grosso do Sul (Feeb/SP-MS). A chapa completa é composta por 44 pessoas.

A chapa é formada obrigatoriamente por 40% de bancos privados e 20% de funcionários dos bancos oficiais (Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil). Os participantes da chapa tem que ter no mínimo um ano de sindicalização e não pode ter deixado de recolher os três últimos anos de contribuições assistenciais e sindicais.


Nesta etapa são definidos não só os nomes das lideranças que comandarão a entidade, mas também a linha política da representação da classe. É fundamental a participação maciça de toda a categoria, pois como o Sindicato representa os interesses dos produtores e empresários rurais, deve-se buscar a maior participação possível da base, para legitimar e configurar suporte aos dirigentes.

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››