sábado, 30 de dezembro de 2017

Alckmin participa de almoço especial de Réveillon no Bom Prato

Alckmin participa de almoço especial de Réveillon no Bom Prato Brás
Nos restaurantes Bom Prato do Governo do Estado o menu desta sexta-feira (29/12) foi especial. Para comemorar o Réveillon, cada unidade apresentou um cardápio saboroso. Entre os pratos principais, teve carne suína com batata, medalhão de peru assado e frango ao molho de abacaxi. Como acompanhamento, arroz, feijão, guarnição, salada, sobremesa e suco.
Como faz tradicionalmente, o governador Geraldo Alckmin escolheu um dos restaurantes para almoçar. Este ano, Alckmin fez a refeição no Bom Prato do Brás. “Nós estamos ampliando o programa Bom Prato. Já são 52 unidades e procuramos implantá-las em local de passagem, para pessoas que estão fora de casa poderem ter uma alimentação boa por R$ 1. O cardápio é composto por arroz, feijão, salada, carne, pãozinho, suco da época e sobremesa. Estamos modernizando a unidade aqui no Brás, com troca de azulejos e pintura, além da cozinha. Ouvi dos nossos usuários do Bom Prato que as principais características são a qualidade e o sabor da alimentação, feita com muito amor por toda a equipe do programa”, disse Alckmin.
Criada há 17 anos, a rede de restaurantes populares oferece alimentação balanceada e de qualidade (almoço e café da manhã) com foco na população de baixa renda, idosos e pessoas em situação de vulnerabilidade social. As refeições são subsidiadas pelo Governo do Estado. Os restaurantes servem o almoço por R$ 1 e o café da manhã por R$ 0,50. Crianças até seis anos não pagam.
No Estado de São Paulo, o Bom Prato é coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e prepara diariamente 86 mil refeições. Desde a inauguração, em 2000, já serviu mais de 190 milhões de refeições e investiu mais de R$ 530 milhões no programa. Além disso, serviu 300 mil toneladas de alimentos e 200 milhões de frutas.
Há 52 unidades em funcionamento, sendo 22 localizadas na Capital, nove na Grande São Paulo, seis no litoral e 15 no interior. A alimentação é balanceada com 1.200 calorias, composta por arroz, feijão, salada, legumes, um tipo de carne, farinha de mandioca, pãozinho, suco e sobremesa (geralmente uma fruta da época).
O café da manhã, implantado em setembro de 2011, é oferecido em todas as unidades. São servidos leite com café, achocolatado ou iogurte, pão com margarina, requeijão ou frios e uma fruta da estação. A refeição tem em média 400 calorias.











0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››