segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Nova diretoria da APM toma posse no Palácio dos Bandeirantes

A Associação Paulista de Municípios (APM) realizou nesta terça-feira (14), no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, a solenidade de posse de sua nova diretoria Administrativa e Conselhos. O presidente da Associação dos Municípios da Araraquarense (AMA) e prefeito de Potirendaba, Flávio Dias Alves, esteve presente na cerimônia, representando prefeitos da região.

A nova gestão  da APM irá trabalhar no período de 2017 a 2020. A presidência fica sob responsabilidade de Carlos Alberto Cruz Filho, ex-vice-prefeito de Campinas (1197-2000), tendo os ex-prefeitos de Araraquara, Marcelo Barbieri, e de Olímpia, Geninho Zuliani, respectivamente como primeiro e segundo vice-presidentes. O ex-prefeito de Mendonça, João Emílio Buzzo (1997-2000), é o tesoureiro-geral.

 “É uma satisfação estarmos juntos e abraçar o Carlos Cruz, o presidente da APM pelos próximos quatro anos”, disse o governador Geraldo Alckmin, ao discursar na solenidade. “E quando a gente fortalece o governo local, a gente fortalece a população e ficamos mais perto das pessoas”.

Carlos Cruz foi vereador e vice-prefeito de Campinas. Já Barbieri é ex-prefeito de Araraquara, esteve à frente da Associação dos Prefeitos da Região Central do Estado de São Paulo (Aprec) e fundou a Associação dos Prefeitos da Região de Araraquara (APRA).
O evento foi seguido de coquetel, que contou também com as presenças do presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), ex-deputado Sidney Beraldo, deputados, vereadores, prefeitos e vices, secretários de estado e autoridades.

APM
Fundada na década de 1940, oriunda do movimento Bandeira dos Prefeitos, a APM é uma entidade civil de âmbito estadual que representa 645 municípios do Estado de São Paulo.


Foi institucionalizada como entidade representativa em 1948 com o objetivo de defender o ideal municipalista. Ao longo de sua existência, a APM foi responsável por conquistas históricas, além de ter sido pioneira dos movimentos nacionais e estaduais para as mudanças da Legislação, principalmente Constitucional, na defesa dos interesses municipais.

0 comentários:

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››